quarta-feira, 23 de novembro de 2016

O Homem da mão Atrofiada



Texto: Lucas 6.6-11

Em um outro sábado, diz a Bíblia, Jesus entrou na sinagoga e do centro da Sinagoga ele avistou um homem com a mão direita  atrofiada (ressecada, aleijada, mirrada, leprosa). Imagino que aquele homem estava com a mão escondida dentro do bolso, pois qualquer deficiência naquele tempo era motivo de vergonha e discriminação pela sociedade, ou melhor; ele não poderia estar naquele lugar, no convívio social. 

Um grande desafio havia ali para Jesus, não em relação à cura; mas por causa da religiosidade daqueles homens que procuravam um pretexto para acusar Jesus.  No ministério de Jesus tinha essa classe de pessoas que eram muito religiosas, pessoas que observavam quem cumpria a lei, e quem não cumpria, se faziam algum trabalho no sábado ou não. Até os dias de hoje vemos na igreja do Senhor, pessoas céticas que apenas procuram algo que possa incriminar a igreja, o pastor ou em alguns casos, até mesmo o Senhor Jesus Cristo. Essas pessoas não oram, não se interessam em louvar, zombam dos que estão à frente do ministério, conversam e riem no culto todo,  não prestam  atenção na pregação da palavra, e ainda impedem os outros de ouvir a palavra de Deus. Estão dentro da igreja, perdidos, e sem viverem os milagres de Deus.

O Senhor diz: "Esse povo se aproxima de mim com a boca e me honra com os lábios, mas o seu coração está longe de mim. A adoração que me prestam só é feita de regras ensinadas por homens. Por isso uma vez mais deixarei atônito esse povo com maravilha e mais maravilha; a sabedoria dos sábios perecerá, a inteligência dos inteligentes se desvanecerá".
Isaías 29:13,14

Jesus estava ali visitando a igreja e era um dia de sábado,. Ele ensinava, curava e estava sempre atento a tudo e a todas as necessidades do povo. Hoje, Ele não mudou; continua no meio do templo, curando, ensinando e salvando. Aquele que entrar para busca-Lo, O achará e jamais sairá da forma que entrou.  Talvez o ensinamento de Jesus neste dia foi a respeito de "MÃOS". Mãos que estão estendidas para abençoar (a mão do Pai), mãos que trabalham, mãos que sustentam quem está fraco, mãos que são usadas como instrumentos de Deus. Aquele homem estava ali naquele dia, e precisava de um milagre. Não se sabe por quanto tempo a mão daquele homem era ressecada, ou se havia nascido assim; o que sabemos é que esse foi o dia escolhido pelo Senhor para abençoá-lo.

Não importa a quanto tempo estamos clamando por algo, não importa se as circunstancias dizem não, se os ventos não estão favoráveis, o que importa é que quando Deus determina o milagre, nada vai impedir de você ser abençoado. 
O inimigo quer deixar os cristãos sempre com as mãos atrofiadas para que não consigam agarrar o milagre, mas neste momento levante sua mão para o alto e receba um milagre de cura! Deus quer curar suas atrofias espirituais e físicas! Não tenha medo dos que estão ao seu redor, dos que querem te julgar, vá até Jesus e estenda sua mão para Ele. Apresente a Jesus as suas dificuldades, as suas fraquezas, as suas atrofias espirituais porque Ele quer te dar a vitória.

No mundo espiritual existem aqueles que são atrofiados na obra do Senhor, são pessoas que estão sempre colocando objeção para trabalho, nunca podem fazer nada, nunca tem tempo e nem disposição. Seus dons estão atrofiados, seus talentos estão enterrados, você se sente paralisado pela decepção, pelo medo, pela mágoa, pela falta de perdão. Suas mãos já não prosperam mais no que fazem. O inimigo já te convenceu que pra você não tem mais jeito, mas Deus quer curar mãos atrofiadas e onde você colocar sua mão o Senhor prosperará! Deus quer restaurar e curar atrofias espirituais neste lugar! Curar corações ressequidos, áridos, secos, sem vida, mortos, duro como pedra e sem nenhuma sensibilidade. A preocupação do Senhor é a necessidade da sua alma. Jesus está interessado em curar os corações duros e ressecados; e os corpos feridos. Não se preocupe com o que que as pessoas vão pensar. Não foi diferente naquele tempo e não será diferente hoje.

V 8 "Mas Jesus sabia o que eles estavam pensando e disse ao homem da mão atrofiada: "Levante-se e venha para o meio". Ele se levantou e permaneceu de pé. 

Jesus percebe a intenção do coração daqueles homens e se entristece ao pensar no quanto eles possuíam um coração duro. Jesus sabia que aqueles homens não estavam preocupados com as pessoas em si, ou como elas se encontravam, eles buscam apenas razões para criticar os que segundo eles não estavam de acordo com a lei. 

“Este povo honra-me com os lábios, mas o seu coração está longe de mim. E em vão me adoram, ensinando doutrinas que são preceitos de homens.” (Mateus 15.8-9)

"Estenda a mão! Disse Jesus. Ou seja, mostre para  mim a tua deficiência, a tua dor e o teu sofrimento. Saia deste dilema, não aceite a derrota, deixe de lado a timidez, o desânimo, a frieza e venha para Deus. Levante-se em nome de Jesus. Quando aquele homem estendeu sua mão, aconteceu o milagre: ELE FOI CURADO! 
Hoje você vai apresentar ao Senhor suas angústias, suas decepções, a parte atrofiada de sua vida, porque o Senhor quer te restaurar. Ele quer te mostrar que há muito tempo o milagre estava na sua mão. Foi Satanás que te deixou atrofiado e cego, ele queria te manter assim para que você não tomasse posse de sua bênção, e de seu milagre, assim ele não precisaria sair da sua casa, de seu marido, de sua família, etc. Mas Jesus está curando a atrofia de sua visão. Ele visitará sua casa, sua família, sua vida, seu casamento, seus filhos e seu trabalho.


O homem que antes estava com a mão atrofiada, agora estava curado e na sua mão havia habilidade. Jesus está no templo e ele quer curar. Ele devolverá suas habilidades, seus dons, seu ministério. Não se aflija mais! Levante-se, estenda  a tua mão e ela ficará curada por Jesus Cristo, o Médico dos médicos! Amém.

quinta-feira, 13 de outubro de 2016

Peço-te que me mostres a tua Glória


Êxodo 33.18
Deus deu ao homem o livre arbítrio para fazer suas próprias escolhas, porém, muitas das vezes, o homem escolhe caminhos que não agradam a Deus. 

Moisés foi levantado por Deus para libertar o povo de Israel que estava cativo há 430 anos no Egito. Com braço forte e de forma sobrenatural, o Senhor livrou o povo das garras de Faraó, usando Moisés como líder. No deserto, o Senhor fez uma Aliança com o povo e deu-lhes advertência:
"Eu sou o Senhor, o teu Deus, que te tirou do Egito, da terra da escravidão.
"Não terás outros deuses além de mim.
"Não farás para ti nenhum ídolo, nenhuma imagem de qualquer coisa no céu, na terra, ou nas águas debaixo da terra. Não te prostrarás diante deles nem lhes prestarás culto, porque eu, o Senhor teu Deus, sou Deus zeloso, que castigo os filhos pelos pecados de seus pais até a terceira e quarta geração daqueles que me desprezam, mas trato com bondade até mil gerações aos que me amam e guardam os meus mandamentos." (Êxodo 20:2-6)
Mas o povo era muito rebelde, teimoso e idólatra, por isso, vagaram no deserto por 40 anos.

Moisés sobe ao monte para receber as instruções do Senhor. Quando o Senhor acabou de falar com ele no monte Sinai, o Senhor deu a Moisés as duas tábuas do Testemunho, tábuas de pedra, escritas pelo dedo de Deus. (Êx 31.18)
Mas Moisés havia demorado no monte, então o povo lá embaixo se rebelou, se corrompeu e induziu Arão a fazer um ídolo, um deus para eles adorarem. Arão arrecadou ouro de todo o povo e fabricou um bezerro para atender o pedido do povo. (c32) e passaram a adorar o bezerro de ouro, quebrando com isso a aliança que o Senhor havia feito com eles no início. Esta atitude fez a ira de Deus se acender contra eles ao ponto de Deus falar que não mais os acompanharia à terra prometida porque com certeza os destruiria. Mas, eles sabiam que sem a presença de Deus com eles, não chegariam ao destino. Então, Moisés intercedeu com súplicas ao Senhor e o Senhor o atendeu. (Êx. 32.9-14). O Senhor atendeu a Moisés, porém a comunhão entre Deus e o povo foi abalada, a aliança foi quebrada , Deus ia mandar um anjo à frente do povo, ia dar a vitória contra os povos inimigos, mas a presença dEle não iria. Deus não ia com Moisés.

Mandarei à sua frente um anjo e expulsarei os cananeus, os amorreus, os hititas, os ferezeus, os heveus e os jebuseusVão para a terra onde manam leite e mel. Mas eu não irei com vocês, pois vocês são um povo obstinado, e eu poderia destruí-los no caminho”. (Êxodo 33:2-3)

A missão que Deus deu para Moisés era árdua, difícil e pesada para qualquer mortal! Moisés sabia que sem Deus era impossível conseguir cumprir esta missão, então, quando Moisés e o povo ouviram estas palavras, choraram muito e como o Senhor também havia dito: -"Vocês são um povo obstinado. Se eu fosse com vocês, ainda que por um só momento, eu os destruiria. Agora tirem os seus enfeites, e eu decidirei o que fazer com vocês". (Êxodo 33:5) Todo o povo tirou os atavios, os enfeites. Eles estavam tristes e Moisés estava diante de um grande problema que era levar um povo rebelde para Canaã. Ele sabia que isso ele não ia conseguiria fazer sozinho e embora ele não houvesse participado do pecado, também foi afetado pela situação.

Deus é um Deus misericordioso e sabe que sem a presença dEle não venceremos. Jesus disse aos discípulos: "...Sem mim vocês não podem fazer coisa alguma".(João 15:5)
Nada podemos fazer sem a presença do nosso Deus. Se a presença de Deus não estiver na igreja, a igreja não poderá vencer a guerra contra o inimigo. Muitos tem ido à igreja para buscar bênçãos materiais e não buscam a presença de Deus. Mas a palavra do Senhor nos orienta a buscar primeiro as coisas de cima: "Busquem, pois, em primeiro lugar o Reino de Deus e a sua justiça, e todas essas coisas lhes serão acrescentadas". (Mateus 6:33)
Tanto o povo no deserto, como muitos cristãos hoje, só buscam por bênçãos, milagres e o favor de Deus;  estão preocupados com comida e bebida, mas Deus quer que confiemos nEle. Deus queria que o povo aprendesse a confiar nEle, pois nada iria faltar. 
Em uma certa ocasião, Jesus falou aos seus discípulos: "Não se preocupem com suas próprias vidas, quanto ao que comer; nem com seus próprios corpos, quanto ao que vestir. A vida é mais importante do que a comida, e o corpo, mais do que as roupas". (Lucas 12:22,23)
Então Deus falou novamente a Moisés:
Respondeu o Senhor: "Eu mesmo o acompanharei, e lhe darei descanso". (Ex 33.14). Em outras palavras o Senhor estava dizendo a Moisés: A minha presença irá contigo!!! Aleluia.
Moisés tinha tanta intimidade com Deus, que montava uma tenda chamada de Tenda do Encontro, só para falar com o Senhor face a face, e todas as vezes que ele estava ali, dentro da tenda, uma nuvem descia e cobria aquele lugar, essa nuvem era a gloriosa presença de Deus!
Ele não aceitava prosseguir sem a presença de Deus, por isso declarou: "Se não fores conosco não nos envies". (Êxodo 33:15)

O Senhor amava o povo que Ele havia separado para Si. Ele queria honrá-lo, mas a rebeldia e desobediência dele irou tanto a Deus que Ele pensou até em destruí-lo.
O Senhor ama demais cada um de nós. Ele é apaixonado por seu povo. Ele cuida e guerreia todas as lutas em nosso favor, mas precisamos ter comunhão com Ele; obedecer sua santa palavra e o adorar como Ele deve ser adorado.
Moisés sabia que sem a presença de Deus, o povo não ia vencer as batalhas que vinham pela frente. Sabia que sem a presença de Deus eles iriam perecer.
O Senhor trouxe conforto ao coração de Moisés quando disse que iria com Ele. Moisés porém, desejava conhecê-lo muito mais; ele desejava mais que bençãos e milagres, ele desejou ver a glória de Deus. O povo queria segurança, prosperidade e chegar tranquilo a terra que emanava leite e mel; Moisés porém pediu:“Rogo-te que me mostres a tua glória”.

Não aceite prosseguir sem a presença de Deus na sua frente, não se iluda em querer tentar cumprir a promessa de Deus para sua vida com a força de seus braços. Moisés não queria apenas o Senhor na frente, ele precisava da Glória de Deus!
Busque a presença de Deus; tenha uma vida de comunhão e intimidade com Jesus, ou seja, tenha uma vida consagrada ao Senhor. O Senhor procura uma geração como a de Moisés; homens e mulheres que não queiram apenas buscar bênçãos, mas que tenham sede de buscar o Abençoador e que queiram viver e desfrutar da glória de Deus. Pessoas que queiram carregar essa nuvem de glória e fazer com que as pessoas vejam e observem isso em você.


sábado, 17 de setembro de 2016

O Clamor de Ana




1 Samuel 1.1-29 / 1 Samuel 2.1-3

Tem pessoas que quando estão no meio de um grande problema elas focam tanto no problema que acham que nada mais de bom vai acontecer na vida, ainda mais quando estão sendo perseguidas, afrontadas e humilhadas vivendo uma grande dor e sofrimento.

Ano após ano, Elcana lutou sozinho por Ana. Antes do versículo 9, a Bíblia não diz que Ana orava, que jejuava, que clamava a Deus ou que lutava espiritualmente.  O inicio do texto de 1 Samuel 1, afirma que a vida de Ana era chorar, se deprimir, viver a base de sentimentos, emocionalmente abatida, não comia, não lutava e já havia aceitado aquela situação. Penina, a sua rival dava um filho todos os anos a Elcana, mas Ana era estéril, pois o Senhor havia lhe fechado a madre.  Numa época onde a honra da mulher era gerar filhos, dar filhos ao seu esposo, Ana se sentia cada vez mais triste, humilhada, cabisbaixa, sua auto estima cada vez mais baixa, porque sua rival a provocava de todas as maneiras e ela se deixava levar sem reagir. Então, aquilo fazia com que Penina crescesse sobre ela. Elcana via o sofrimento de Ana e dizia pra ela: "Ana, eu não sou melhor pra fazer do que 10 filhos? Eu faço tudo o que eu posso! O que mais eu posso fazer? A sociedade rejeitava Ana por causa disso, mas pra Elcana nada disso importava pois ele a amava muito, mesmo sendo ela estéril.
A felicidade de Penina em cima do sofrimento de Ana, fazia com que Ana ficasse abatida cada vez mais, se colocando na condição de vitima, e nisso a Penina  crescia e crescia. Quando a pessoa prioriza o lado emocional, o sentimentalismo e não a fé, os problemas vão se tornando cada vez maiores.

Não era falta de igreja,(eles iam todos os anos ao templo em Siló); não era falta de sacrifícios (Elcana oferecia porção dobrada por Ana), não era falta de adorar e sacrificar. Elcana oferecia porção para Penina e seus filhos, mas para Ana e oferecia porção dobrada do sacrifico, e isso ele fazia todos os anos mas nada mudava. Nada de novo na vida da Ana acontecia, pois o que Deus tinha para Ana era algo diferente, especial. O Senhor queria fazer o milagre na vida da Ana através da atitude dela, de um posicionamento dela e não através de Elcana.

Tem pessoas que param a própria vida por casa de um problema. Para elas, se aquilo não der certo a vida acabou, estagnou, mas toda a mudança tem que partir de nós. A nossa vitória só vai acontecer a partir do momento que exercitamos a nossa fé. Só a partir do momento que vamos à Deus com a fé que Deus espera de nós, é que as coisas começam a ter resultados, os problemas vão sendo resolvidos e ficamos mais fortes espiritualmente. A Ana tinha uma fé, mas não movia a mão de Deus. Ana ia com Elcana todos os anos a Siló,  mas não se via nenhuma atitude de fé da parte de Ana. Ana não lutava pelo que queria.

Tem pessoas que não lutam, não tem atitude de fé, vivem uma religião que não muda nada, não há transformação, não vivem milagres, porque não tem fé suficiente para mover a mão de Deus. A mulher do fluxo de sangue moveu a Deus quando ela tocou em Suas vestes com um toque de fé. Era uma grande multidão tocando em Jesus, mas foi somente o toque da mulher que há 12 anos sofria de uma hemorragia, que fez Jesus parar no meio da multidão para perguntar: "Quem me tocou? Pois de mim saiu poder"..  Aleluia! Quando eu assumir uma postura diante de Deus, as coisas vão ter que acontecer.

Mas um dia, dentro do coração de Ana, algo estava prestes a acontecer. Talvez ela tenha pensado: CHEGA! A partir deste ano eu vou tomar uma atitude diferente, não vou me preocupar com o que os outros vão falar, não vou ligar para as críticas, não vou me aborrecer com as humilhações que Penina me faz passar; eu vou viver uma nova historia com Deus. Cansei de ser humilhada, cansei de chorar. Chorei por anos e anos e minhas lágrimas não moveram a Deus.  Não vou mais me escorar em Elcana, eu mesma vou falar com Deus. Ela não tinha nem forças pra falar, mas ela gemeu: Lembra de mim Senhor e se me deres um filho eu vou dá-lo ao Senhor... Um filho era o que Ana mais queria, pois não tinha nenhum e este era o motivo do seu sofrimento. Mas foi o filho que ela ofereceu a Deus... E ali, fez um voto de nazireu. Não passar nenhuma navalha na cabeça do filho.
Ana resolveu lembrar das maravilhas que Deus fez, vou me lembrar do poder de Deus e das maravilhas que Ele fez e que ainda faz. Eu vou me prostrar diante do Senhor, me derramar, clamar, vou fazer um voto o primeiro filho vou dedicar ao Senhor, ele vai viver no templo.

Ela orou silenciosamente rasgando o coração para Deus, ao ponto do sacerdote Eli a ter por embriagada. Mas Ana não se preocupou com os comentários, com os olhares, ela teve coragem para mudar, exercitou uma fé viva no Senhor e isso agradou a Deus que no mesmo dia abriu a madre de Ana, Ana voltou para casa, coabitou com Elcana e um ano depois ela já estava com um filho nos braços. O milagre. Samuel.

A oração que Ana fez no capitulo 2, é uma oração de uma mulher forte, mudada, que deixou de viver na emoção e passou a viver na fé. Ana arriscou em Deus e você, está disposto a arriscar em Deus? Você está disposto a adorar e a sacrificar ao Senhor confiadamente?
O Senhor abençoou a Ana à partir do momento que ela mudou a sua fé. Deixou a religiosidade de lado e passou a buscar a Deus de coração e com uma fé viva, a fé que agrada a Deus.
Deus espera uma atitude de sua parte, para lhe dar o milagre que tanto você espera. Clame ao Senhor porque Ele é o mesmo ontem, hoje e sempre.

A ORAÇÃO DE ANA

Então orou Ana, e disse: O meu coração exulta no SENHOR, o meu poder está exaltado no SENHOR; a minha boca se dilatou sobre os meus inimigos, porquanto me alegro na tua salvação. Não há santo como o Senhor; porque não há outro fora de ti; e rocha nenhuma há como o nosso Deus.
1 Samuel 2:1,2

A vida de Ana mudou completamente e ela pode viver as bênçãos do Senhor. Aqui no capítulo 2 de 1 Samuel, ela não parece com a mesma pessoa do inicio do capitulo 1; uma mulher deprimida, melancólica que só sabia chorar. O problema de Ana não era falta de um filho, era falta de Deus, pois como vemos aqui no verso 2, ela diz: “O meu coração exulta no SENHOR” (e não no filho); e, “o meu poder está exaltado no SENHOR” (e não em Elcana).
Ana não foi abandonada. O Senhor a abençoou com mais cinco filhos. 
O Senhor foi bondoso com Ana; ela engravidou e deu à luz três filhos e duas filhas. Enquanto isso, o menino Samuel crescia na presença do Senhor”. (1 Samuel 2:21)

Mude a sua fé e você verá novos resultados.
Fica na paz.

Qual Religião Deus Aceita?





O que você tem seguido? No que você tem acreditado? Afinal, qual é a sua RELIGIÃO?
Há pessoas que pensam que todas as religiões agradam a Deus, mas a Bíblia mostra que isto não é verdade. 

CONHEÇA A RELIGIÃO VERDADEIRA QUE AGRADA A DEUS E QUE ELE ACEITA.

"A religião que Deus, o nosso Pai aceita como pura e imaculada é esta: cuidar dos órfãos e das viúvas em suas dificuldades e não se deixar corromper pelo mundo".
Tiago 1:27


Pois,
"Quando o Filho do homem vier em sua glória, com todos os anjos, assentar-se-á em seu trono na glória celestial. Todas as nações serão reunidas diante dele, e ele separará umas das outras como o pastor separa as ovelhas dos bodes. E colocará as ovelhas à sua direita e os bodes à sua esquerda.
"Então o Rei dirá aos que estiverem à sua direita: ‘Venham, benditos de meu Pai! Recebam como herança o Reino que lhes foi preparado desde a criação do mundo. Pois eu tive fome, e vocês me deram de comer; tive sede, e vocês me deram de beber; fui estrangeiro, e vocês me acolheram; necessitei de roupas, e vocês me vestiram; estive enfermo, e vocês cuidaram de mim; estive preso, e vocês me visitaram’.
"Então os justos lhe responderão: ‘Senhor, quando te vimos com fome e te demos de comer, ou com sede e te demos de beber? Quando te vimos como estrangeiro e te acolhemos, ou necessitado de roupas e te vestimos? Quando te vimos enfermo ou preso e fomos te visitar?’
"O Rei responderá: ‘Digo-lhes a verdade: o que vocês fizeram a algum dos meus menores irmãos, a mim o fizeram".
Mateus 25:31-40


"Um novo mandamento lhes dou: Amem-se uns aos outros. Como eu os amei, vocês devem amar-se uns aos outros. Com isso todos saberão que vocês são meus discípulos, se vocês se amarem uns aos outros"  (João 13:34,35)

Esta é a verdadeira religião: O AMOR A DEUS E AO PRÓXIMO.

Agora, reflita no que o Senhor Jesus Cristo dirá aos que estão à Sua esquerda:


"Então ele dirá aos que estiverem à sua esquerda: ‘Malditos, apartem-se de mim para o fogo eterno, preparado para o diabo e os seus anjos. Pois eu tive fome, e vocês não me deram de comer; tive sede, e nada me deram para beber; fui estrangeiro, e vocês não me acolheram; necessitei de roupas, e vocês não me vestiram; estive enfermo e preso, e vocês não me visitaram’.
"Eles também responderão: ‘Senhor, quando te vimos com fome ou com sede ou estrangeiro ou necessitado de roupas ou enfermo ou preso, e não te ajudamos? ’
"Ele responderá: ‘Digo-lhes a verdade: o que vocês deixaram de fazer a alguns destes mais pequeninos, também a mim deixaram de fazê-lo’. "E estes irão para o castigo eterno, mas os justos para a vida eterna".
Mateus 25:41-46





terça-feira, 19 de julho de 2016

Não ceda às tentações do inimigo. Deus tem o melhor para você!


Texto: Mateus 4.1-11

Após Jesus ser batizado por João Batista e antes dEle começar seu Ministério, Ele foi levado ao deserto pelo mesmo Espírito que desceu sobre Ele quando foi batizado, para ser tentado pelo diabo. Mas o que é tentação?
Tentação - É seduzir alguém para fazer o mal, arrastando-o ao pecado, de forma que a pessoa escolha o caminho errado. É o impulso para fazer alguma coisa não recomendável.
No deserto Ele passou 40 dias sem comer. E o diabo estava observando Jesus esperando o momento certo para tentá-lo. O mesmo demônio que possuiu a serpente no Éden e que derrubou e levou o primeiro Adão a fracassar feio, é o mesmo que usando dos mesmos argumentos tentou convencer Jesus a cair na tentação, e é este mesmo demônio que tem tentado e tem convencido muitas pessoas inclusive cristãs nos dias de hoje. 
No Jardim do Éden Adão e Eva tinham de tudo, mas infelizmente algumas pessoas mesmo tendo tudo com Deus, não é o bastante.

Vejamos as três tentações que Jesus enfrentou no início do Seu Ministério: 

1ª tentação: E, depois de jejuar quarenta dias e quarenta noites, teve fome.  Então o diabo disse a Jesus: Se Tu és o Filho de Deus, manda que esta pedra se torne pão. Jesus respondeu: Está escrito: Nem só de pão viverá o homem, mas de toda palavra que procede da boca de Deus.” (Mateus 4: 2-4).

Ao final de 40 dias, Jesus teve fome, e foi nesta hora que o diabo começou a agir. Ele passou 40 dias observando Jesus e esperando o momento certo para atacar. O ataque começou quando Jesus, depois de um longo período de jejum, teve fome. Jesus necessitava de alimento para sobreviver, e embora ele tivesse o poder para transformar pedra em pão, não poderia fazê-lo porque foi o próprio Espírito de Deus que o conduziu àquele deserto sem nenhum alimento. Ele precisava depender somente do Pai. 
O  diabo conhece o nosso ponto fraco. Onde você pensa que o diabo vai te atacar? Ele vai atacar no seu ponto fraco. Ele vai atacar na sua fraqueza. O ponto fraco de Jesus naquele momento era a fome e foi aí que o diabo armou a cilada, mas Jesus coloca a vontade soberana de Deus acima de qualquer coisa. Nós também podemos vencer as armadilhas do inimigo quando temos uma vida com Deus e obedientes à Sua Palavra. Deus nos dá forças para resistir aos ataques do diabo. Jesus respondeu: “nem só de pão viverá o homem”.  Nós também somos tentados  e observados todos os dias. O inimigo procura conhecer nosso ponto fraco para agir com o propósito de nos derrubar. Ele não se cansa de observar nossos movimentos, nossas atitudes, o que falamos e planejamos. O ponto fraco do cristão pode ser a murmuração, o egoísmo, a soberba, o orgulho, o vício, a mentira, a ira, a incredulidade, a vaidade, a idolatria; somos tentados a criticar, a julgar, a olhar pra o mundo e desejar aquilo que não é para nós. É aí que o inimigo atua com a intenção do nos afastar dos propósitos que Deus tem para as nossas vidas. Ele tentou desviar Jesus do propósito com promessas de bens terrenos. O inimigo não está preocupado com nossos bens, se temos carro novo, casa nova, roupas caras, jóias, ele está preocupado é com a nossa vida com Deus, nossa comunhão com Deus e nossa busca ao Senhor. 
Talvez você hoje está sendo tentado no deserto, e tem questionado o motivo deste deserto que está passando, mas o deserto é para te fortalecer e transformar o seu caráter. Deserto é lugar de provação e o Senhor espera que nós sejamos provados, mas aprovados. A Bíblia diz “Bem-aventurado o homem que suporta a tentação; porque, quando for provado, receberá a coroa da vida, a qual o Senhor tem prometido aos que o amam”. (Tiago 1.12)

2ª tentação: "Então, o diabo o levou à Cidade Santa, colocou-o sobre o pináculo do templo e lhe disse: Se és Filho de Deus, atira-te abaixo, porque está escrito: Aos seus anjos ordenará a teu respeito que te guardem; e: Eles te sustentarão nas suas mãos, para não tropeçares nalguma pedra".  A resposta de Jesus: "Também está escrito: Não tentarás o Senhor, teu Deus" (Mateus 4:5-7).

Se você estiver alicerçado na rocha, você vai prevalecer mesmo que o inimigo se levante, mesmo que venha a tempestade, e mesmo que você esteja passando pelo deserto da provação. Onze mil demônios vão cair diante de você: "Mil cairão ao teu lado, e dez mil à tua direita, mas tu não serás atingido" (Salmo 91.7). Mas você precisa ser obediente ao Senhor; rejeitar o que não vem de Deus mesmo que pareça ser coisa boa para você. Não aceite o que é efêmero (passageiro), Deus tem para você o eterno. Cuidado com o que você tem escutado lá fora. O inimigo pega a palavra de Deus e distorce para enganar os escolhidos do Senhor.

3ª tentação: "Levou-o ainda o diabo a um monte muito alto, mostrou- lhe todos os reinos do mundo e a glória deles e lhe disse: Tudo isto te darei se, prostrado, me adorares". A resposta de Jesus: "Retira-te Satanás, porque está escrito: Ao Senhor, teu Deus, adorarás e só a ele darás culto" (Mateus 4:8-10).

Se Jesus cedesse ao diabo estaria colocando Deus à prova e não estaria apto à cruz; não poderia ser o nosso Salvador e hoje não estaríamos aqui. Do alto da montanha Jesus contemplou os reinos e o inimigo tentou deixar Jesus fascinado com uma proposta de poder, mas Jesus disse: Não. É assim que o diabo age; ele começa mostrando coisas que parecem boas, situações melhores que a sua, mais fáceis, mais rápido e sem ter que esperar o tempo de Deus; e se você cai nestas tentações você vai ao fracasso poque o que Deus tem pra você é algo muito maior e melhor. 
"Nem olhos viram, nem ouvidos ouviram, nem jamais penetrou em coração humano o que Deus tem preparado para aqueles que o amam." (1 Coríntios 2:9)
É por isso que precisamos estar atentos às ciladas do inimigo. Resistam! Não dê ouvido ao diabo.. Esperem em Deus.

Conclusão: Mais tarde, Jesus recebeu do Pai tudo o que Satanás lhe havia oferecido: o pão (Mt 14.13-21), anjos para servi-lo (Mt 4.11) e toda autoridade sobre o céu e sobre a terra (Mt 28.18).

Jesus fala com você nesta hora:  Tenho-vos dito isto, para que em mim tenhais paz; no mundo tereis aflições, mas tende bom ânimo, eu venci o mundo.(João 16:33). Hoje Satanás continua tentando as igrejas e os cristãos.. Então, VIGIAI.!

quarta-feira, 13 de julho de 2016

O que tem te levado a negar Jesus?




Pedro estava sentado no pátio, e uma criada, aproximando-se dele, disse: "Você também estava com Jesus, o galileu". Mas ele o negou diante de todos, dizendo:
"Não sei do que você está falando".
Mateus 26:69-70

Pedro já tinha ouvido Jesus falar com ele que através dele iria levantar a igreja do Senhor. Jesus tinha garantido pra Pedro um projeto de vitória muito grande.  Mas Jesus já havia dito também à Pedro que ele o negaria três vezes. (Mateus 26:34)
Vejam como as pessoas negam não só a Deus, como também a fé, o sonho, o propósito, a missão e o projeto por pouca coisa! Elas negam tudo. Muitas tem negado coisas grandes em função de coisas pequenas. Pedro negou Jesus por causa da criada. Tem gente que tem negado Jesus por causa de "uma criada". Esta criada pode significar muitas coisas na vida de uma pessoa: (uma palavra, uma determinada situação, um acontecimento,  uma decepção, medo, covardia, etc.)
Tem pessoas que negam coisas grandes na vida dela, por causa de uma simples bobagem. Pedro negou Jesus por causa de uma simples criada, uma mulher que não tinha nenhuma influencia na sociedade. Ele negou Jesus por covardia,  medo.
O que Pedro já tinha visto e ouvido de Jesus; a proposta de Jesus levantar a igreja por intermédio dele, era uma coisa grandiosa na vida dele. Antes ele era um pescador e iria morrer como pescador. Mas o Senhor tinha o propósito de torná-lo um homem honradíssimo. Ele seria o primeiro e grande líder da igreja primitiva; e foi. Mas antes, veja o que ele fez aqui; por covardia e medo, ele negou Jesus,  o ser  igreja e o propósito de Deus na vida dele.

Muitas pessoas  fazem desta mesma forma nos dias de hoje. Elas estão negando as grandes promessas de Deus para elas por causa de coisas pequenas. Estão abrindo mão dos propósitos de Deus na vida delas por se envolverem com coisas sem valor. Mas não é o que o Senhor espera de nós. Não abra mão dos propósitos de Deus para sua vida. Nada poderá frustrar os planos que Deus tem para você, a não ser você mesmo.


Fica na paz.

terça-feira, 28 de junho de 2016

Pedro Andou Sobre as Águas e Viveu o Sobrenatural



Texto: Mateus 14.22-36
Compelir: fazer deslocar-se à força; empurrar, impelir, obrigar, constranger, insistir, forçar a ir.

Logo após Jesus operar o grande milagre da multiplicação dos pães e dos peixes que alimentou 5 mil homens fora mulheres, jovens e crianças, Jesus compeliu os discípulos a entrarem no barco e atravessarem o Mar da Galiléia enquanto Jesus despedia a multidão e subiria ao monte para orar sozinho. 
Os discípulos não queriam ir, mas Jesus insistiu, forçou-os a irem. Mas, porque os discípulos não queriam ir?
Ainda era dia, o céu estava claro, não havia sinal de tempestades e no barco estavam os 12 discípulos, sendo que alguns deles eram pescadores profissionais. Mas aqueles homens sabiam que sempre havia a possibilidade de serem surpreendidos por uma forte tempestade naquela região da Galiléia e por isso não queriam ir. Talvez  estivessem marcados pela lembrança da última vez que enfrentaram uma tempestade terrível ao ponto de pensarem que iam morrer afogados, mesmo com Jesus dormindo no barco tranquilamente.

Leia o texto:
Naquele dia, ao anoitecer, disse ele aos seus discípulos: "Vamos atravessar para o outro lado".
Deixando a multidão, eles o levaram no barco, assim como estava. Outros barcos também o acompanhavam.
Levantou-se um forte vendaval, e as ondas se lançavam sobre o barco, de forma que este foi se enchendo de água. Jesus estava na popa, dormindo com a cabeça sobre um travesseiro. Os discípulos o acordaram e clamaram: "Mestre, não te importas que morramos? "
(Marcos 4:35-38)

Agora Jesus insistiu para que eles fossem sozinhos. 
No início a viagem parecia que tudo estava tranquilo e favorável. Porém o tempo passou, a tarde chegou e de repente um forte vento apareceu e o mar ficou muito bravo. A noite caiu e eles estavam no meio do mar sendo açoitados pelas grandes ondas, desesperados, no escuro total, enfrentando o vento que não os deixava avançar. E nada de Jesus...
Eles não  entendiam que Jesus jamais os abandonara. Jesus orava para que eles passassem no teste, vencessem o medo e aprendessem a confiar no Senhor.  Eles  estavam a aproximadamente há 6 km de distância, mas Jesus estava vendo eles. "Ele viu os discípulos remando com dificuldade, porque o vento soprava contra eles. Alta madrugada, Jesus dirigiu-se a eles, andando sobre o mar; e estava já a ponto de passar por eles". (Marcos 6:48)

Não importa onde você está e o que está passando, o seu sofrimento, a sua luta; Jesus te vê e vai até você.
Jesus vai de encontro ao oprimido, ao enfermo, ao humilhado, ao fraco, ao caído, ao que está no meio da tempestade, ao desesperado. Ele te vê. Ele não te despreza e não te abandona. 
Eu não sei que tipo de tempestade você está enfrentando. Talvez seja o desemprego, uma enfermidade, área financeira, o casamento não vai bem; saiba que Jesus te vê e vai até você. A Bíblia diz que Jesus já estava a ponto de passar por eles. Não permita que Jesus passe por você e você não O perceba. Eles viram Jesus mas não o reconheceram. Pensaram que Jesus era um fantasma e ficaram mais amedrontados ainda. Jesus os amou, e os tranquilizou dizendo: Coragem! Não tenham medo. Sou eu! (v27).

Então Pedro disse: "Senhor, se és tu, manda-me ir ao teu encontro por sobre as águas". E Jesus respondeu: "Venha".
Então Pedro saiu do barco, andou sobre a água e foi na direção de Jesus. (v 28 e 29)

Para vivermos o milagre e o sobrenatural de Deus, temos que sair da zona de conforto (barco) e enfrentar os obstáculos (tempestade). Não tem como vivermos o sobrenatural permanecendo acomodados em nosso sofá. Temos que experimentar coisas novas em Deus, "andar sobre as águas" com Jesus, viver os milagres que Deus tem para cada um de nós. Tinham 12 dentro do barco, apenas um saiu para viver o sobrenatural, os onze ficaram na zona de conforto achando que dentro do barco estavam fora do perigo. Talvez pensaram que Pedro era doido e que ia morrer ali mesmo, mas Pedro foi até Jesus. Olhos nos olhos de Jesus, o mistério, o foco, mas por um momento Pedro desviou o olhar de Jesus e começou a submergir gritando: Senhor! Socorre-me. E Jesus estendeu a mão e o levantou das águas e os dois entraram no barco, cessando a tempestade.

O grande perigo é esse: desviar os olhos do Senhor! Pois quando isso acontece, afundamos. Pedro viveu o sobrenatural; ele andou sobre as águas, e você pode viver grandes coisas no Senhor usando a sua fé, mas não desvie do caminho, não desvie do foco, não desvie o seu olhar de Jesus.

Conclusão: Confie no Senhor! As tempestades que enfrentamos não são para nos derrotar, mas para o nosso crescimento espiritual e para aprendermos a exercitar a nossa fé.

quarta-feira, 1 de junho de 2016

O teste do Abacaxi - Que Tipo de Servo é Você?



Álvaro trabalhava em uma empresa. Funcionário sério, dedicado, cumpridor de suas obrigações e, por isso mesmo está com seus 20 anos de casa.
Um belo dia, ele vai ao dono da empresa para fazer uma reclamação:
-Meu patrão, tenho trabalhado durante esses 20 anos em sua empresa com toda a dedicação, só que me sinto um tanto injustiçado. O Juca, que está conosco há somente três anos, está ganhando mais do que eu.
O patrão, fingindo não ouvi-lo, disse:
-Foi bom você vir aqui. Tenho um problema para resolver e você poderá fazê-lo. Estou querendo dar frutas como sobremesa ao nosso pessoal após o almoço de hoje.
Ali na esquina tem uma barraca. Vá até lá e verifique se eles têm abacaxi.
Álvaro, sem entender direito, saiu da sala e foi cumprir a missão. Em cinco minutos estava de volta.

-E aí, Álvaro? - perguntou o patrão.
-Verifiquei como o senhor mandou. O moço tem abacaxi.
-E quanto custa?
-Isso eu não perguntei, não.
-Eles têm quantidade suficiente para atender a todos os funcionários do escritório? - quis saber o patrão.
-Também não perguntei isso, não.
-Há alguma outra fruta que possa substituir o abacaxi?
-Não sei não...
-Muito bem, Álvaro. Sente-se ali naquela cadeira e me aguarde um pouco.

O patrão pegou o telefone e mandou chamar o Juca. Deu a ele a mesma orientação que dera o Álvaro. Em oito minutos, o Juca voltou.

-E então, Juca? - indagou o patrão.
-Eles têm abacaxi sim. Em quantidade suficiente para todo o nosso pessoal. E se o senhor preferir, têm também laranja, banana, melão e mamão.
O abacaxi, estão vendendo a R$ 1,50 cada; a banana e o mamão a R$ 1,00 o quilo; o melão a R$ 1,20 a unidade, e a laranja a R$ 20,00 o cento, já descascada.
Mas como eu disse que a compra seria em grande quantidade, eles me concederam um desconto de 15%.
Deixei reservado. Conforme o senhor decidir, volto lá e confirmo, explicou o Juca.
Agradecendo pelas informações, o patrão dispensou-o. Voltou-se para o Álvaro, que permaneceu sentado ao seu lado, e perguntou-lhe:

-Álvaro, o que foi que você estava mesmo me dizendo?
-Nada sério não, patrão. Esqueça. Com a sua licença.
 E o Álvaro deixou a sala.

Conclusão: Quem você quer ser; Álvaro ou Juca?
Você é muito útil pra Deus! Mas você precisa mudar a sua atitude para que Deus possa te usar.

"Será que ele agradecerá ao servo por ter feito o que lhe foi ordenado? Assim também vocês, quando tiverem feito tudo o que lhes for ordenado, devem dizer: ‘Somos servos inúteis; apenas cumprimos o nosso dever’ ".

Lucas 17:9,10

sábado, 28 de maio de 2016

Habacuque Clama ao Senhor e Ele Responde




“Até quando, Senhor, clamarei por socorro, sem que tu ouças? Até quando gritarei a ti: "Violência! " sem que tragas salvação? Por que me fazes ver a injustiça, e contemplar a maldade? A destruição e a violência estão diante de mim; há luta e conflito por todo lado. Por isso a lei se enfraquece e a justiça nunca prevalece. Os ímpios prejudicam os justos, e assim a justiça é pervertida”.
"Olhem as nações e contemplem-nas, fiquem atônitos e pasmem; pois nos dias de vocês farei algo em que não creriam, se lhes fosse contado. Estou trazendo os babilônios, nação cruel e impetuosa, que marcha por toda a extensão da terra para apoderar-se de moradias que não lhe pertencem. É uma nação apavorante e temível, que cria a sua própria justiça e promove a sua própria honra. Seus cavalos são mais velozes que os leopardos, mais ferozes que os lobos no crepúsculo. Sua cavalaria vem de longe. Seus cavalos vêm a galope; vêm voando como ave de rapina que mergulha para devorar; todos vêm prontos para a violência. Suas hordas avançam como o vento do deserto e fazendo tantos prisioneiros como a areia da praia. Menosprezam os reis e zombam dos governantes. Riem de todas as cidades fortificadas, pois constroem rampas de terra e por elas as conquistam. Depois passam como o vento e prosseguem; homens carregados de culpa, e que têm por deus a sua própria força".
(Habacuque 1:2-11)

Você já se sentiu oprimido, preocupado e impotente com tanta violência que há no mundo? Habacuque estava se sentindo assim. Ele viu a violência de Jerusalém e a injustiça de seus líderes, e não entendeu a tolerância do Senhor.  Então ele se dirigiu a Deus com perguntas ousadas pois não dava mais pra suportar tanta tragédia e violência! O que Habacuque não sabia era que o Senhor já estava preparando algo contra o povo de Israel.. A ira do Senhor se acendeu e então fez o profeta ter conhecimento do mal que Ele estava preparando contra Israel. Ele ia trazer os babilônios, povo cruel, que destrói tudo pela frente, tomam as casas e se apoderam das terras, destrói plantações com seus cavalos velozes, mata os animais, e ainda faz o povo de escravo. Habacuque tremeu com a resposta de Deus pois sabia que o Senhor não voltaria atrás!

As vezes questionamos o agir de Deus e pensamos que Deus não está vendo o que está acontecendo, que Ele está alheio às violências e tudo mais, mas não é bem assim; Deus está vendo todas as coisas e não temos que questionar nada, porque na hora certa Deus age.


"Ficarei no meu posto de sentinela e tomarei posição sobre a muralha; aguardarei para ver o que ele me dirá e que resposta terei à minha queixa. Então o Senhor respondeu: "Escreva claramente a visão em tabuinhas, para que se leia facilmente. Pois a visão aguarda um tempo designado; ela fala do fim, e não falhará. Ainda que se demore, espere-a; porque ela certamente virá e não se atrasará". Escreva: "O ímpio está envaidecido; seus desejos não são bons; mas o justo viverá pela fé"  (Habacuque 2.1-4)

Ei! Guarde no seu coração as palavras do Senhor e não se preocupe, pois ainda que demore, certamente virá e não se atrasará. O Senhor não dorme e trabalha para que a palavra dEle se cumpra. Não falhará.

"Ouvi isso, e o meu íntimo estremeceu, meus lábios tremeram; os meus ossos desfaleceram; minhas pernas vacilavam. Tranqüilo esperarei o dia da desgraça que virá sobre o povo que nos ataca.
Ainda que a figueira não floresça, nem haja fruto nas vides; ainda que falhe o produto da oliveira, e os campos não produzam mantimento; ainda que o rebanho seja exterminado da malhada e nos currais não haja gado. Todavia eu me alegrarei no Senhor, exultarei no Deus da minha salvação.” (Habacuque 3.16-18)

Habacuque relacionou 6  coisas que poderiam acontecer de pior na vida dele. Tudo o que ele tinha estava prestes a se  perder por causa da invasão dos babilônios. Por causa da rebeldia do povo de Israel, Deus ia enviar os babilônios para destruir tudo. Não ia ter mais nada lá. A vinha dele seria destruída, os babilônios iam destruir toda a lavoura,  tomar os gados, todo o seu rebanho seria exterminado, mas ele não iria deixar de se alegrar no Senhor; ele iria continuar exultando no Deus da salvação. Ele ia confiar no Senhor porque ainda que tudo falhasse, ainda que tudo fosse destruído e não tivesse mais o que comer, nada para o seu sustento, o Senhor ainda o levaria a andar em lugares altos.
E você, como reagiria? O que você faria no lugar de Habacuque?
Se você hoje perdesse o seu bom emprego, seus investimentos fracassassem, você perdesse tudo o que você conquistou; o que você faria?
Será que você continuaria adorando o Senhor mesmo diante de uma tragédia?
Mesmo que você perca tudo, mesmo que você fracasse com seus projetos; creia que Deus está no controle de tudo. O justo viverá da fé, então o impossível pode acontecer na vida daquele que crê em nome de Jesus.


Seja Bem Vindo!

Seja bem vindo!
É um prazer ter você em meu blog. faça o seu comentário, deixe a sua mensagem.