domingo, 12 de outubro de 2014

Não ceda às tentações do inimigo. Seja Obediente ao Senhor; Deus tem o melhor para você!


Mateus 4.1-11

"Nem olhos viram, nem ouvidos ouviram, nem jamais penetrou em coração humano o que Deus tem preparado para aqueles que o amam." (1 Coríntios 2:9)

 Após Jesus ser batizado por João Batista, Ele foi levado pelo Espírito ao deserto para ser tentado e por mais de um mês permaneceu ali em jejum e oração. Vejamos as três tentações que Jesus enfrentou no início do Seu Ministério: 

1ª tentação: E, depois de jejuar quarenta dias e quarenta noites, teve fome.  Então o diabo disse a Jesus: Se Tu és o Filho de Deus, manda que esta pedra se torne pão. Jesus respondeu: Está escrito: Nem só de pão viverá o homem, mas de toda palavra que procede da boca de Deus.” (Mateus 4: 2-4).

Ao final de 40 dias, Jesus teve fome, e só então, Jesus foi tentado. Nós também somos tentados todos os dias. Possivelmente estamos sendo tentados agora;  e sempre vamos ser  tentados de todas as maneiras: A irar, a criticar, a julgar, a desanimar, a duvidar, a ser incrédulos, egoístas, ter sede de poder, ambiciosos, vaidosos; somos tentados a olhar pra o mundo e desejar aquilo que não é para nós. O diabo tentou desviar Jesus do propósito com promessas de bens terrenos. Talvez você hoje está sendo tentado no deserto, talvez você tem questionado o motivo do deserto que está passando, mas o deserto é para te fortalecer. A Bíblia diz “Bem-aventurado o homem que suporta a tentação; porque, quando for provado, receberá a coroa da vida, a qual o Senhor tem prometido aos que o amam”. (Tiago 1.12)

Jesus passou 40 dias no deserto jejuando e orando. Enquanto isso, o diabo observava Jesus esperando o momento certo para atacar. O ataque começou quando Jesus, depois de um longo período de jejum, teve fome. Jesus necessitava de alimento para sobreviver, e embora ele tivesse o poder para transformar pedra em pão, não poderia fazê-lo porque foi o próprio Espírito de Deus que o conduziu aquele deserto sem nenhum alimento. Ele precisava depender somente do Pai. Nós precisamos depender somente do Pai.
O  diabo conhece o nosso ponto fraco. Onde você pensa que o diabo vai te atacar? Ele vai atacar no seu ponto fraco. Ele vai atacar na sua fraqueza. O ponto fraco de Jesus naquele momento era a fome e foi aí que o diabo armou a cilada, mas Jesus coloca a vontade soberana de Deus acima de qualquer coisa. Nós também podemos vencer as armadilhas do inimigo quando temos uma vida com Deus e obedientes à Sua Palavra. Deus nos dá forças para resistir aos ataques do diabo. Jesus respondeu: “nem só de pão viverá o homem”. Jesus te diz também: Tenho-vos dito isto, para que em mim tenhais paz; no mundo tereis aflições, mas tende bom ânimo, eu venci o mundo.(João 16:33)

2ª tentação: "Então, o diabo o levou à Cidade Santa, colocou-o sobre o pináculo do templo e lhe disse: Se és Filho de Deus, atira-te abaixo, porque está escrito: Aos seus anjos ordenará a teu respeito que te guardem; e: Eles te sustentarão nas suas mãos, para não tropeçares nalguma pedra".  A resposta de Jesus: "Também está escrito: Não tentarás o Senhor, teu Deus" (Mateus 4:5-7).

Se você é obediente, se você jejua, se você lê a Bíblia, se está alicerçado na rocha, pode vir tempestade, pode vir deserto, pode o inimigo se levantar, mas você vai prevalecer. Onze mil demônios vão cair ao seu redor: "Mil cairão ao teu lado, e dez mil à tua direita, mas tu não serás atingido" (Salmo 91.7). Mas você precisa ser obediente ao Senhor; rejeitar o que não vem de Deus mesmo que pareça ser coisa boa para você. Não aceite o que é efêmero (passageiro), Deus tem para você o eterno. Cuidado com o que você tem escutado lá fora. O inimigo pega a palavra de Deus e distorce para enganar os escolhidos do Senhor.

3ª tentação: "Levou-o ainda o diabo a um monte muito alto, mostrou- lhe todos os reinos do mundo e a glória deles e lhe disse: Tudo isto te darei se, prostrado, me adorares". A resposta de Jesus: "Retira-te Satanás, porque está escrito: Ao Senhor, teu Deus, adorarás e só a ele darás culto" (Mateus 4:8-10).

Se Jesus cedesse ao diabo ele não estaria apto à cruz; estaria colocando Deus à prova, não poderia ser o nosso Salvador e hoje não estaríamos aqui. do alto da montanha Jesus contemplou os reinos e o inimigo tentou deixar Jesus fascinado com uma proposta de poder, mas Jesus disse: Não. O Senhor prometeu o reinado ao Filho depois de seu sofrimento (Hebreus 2:9), mas o diabo ofereceu a Jesus uma coroa sem a cruz. é assim que o diabo age; ele começa mostrando coisas que parecem boas, situações tão melhores que a sua, tão mais fáceis, tão mais rápido; do que ter que pagar um preço em Deus, jejuar, esperar em Deus; e se você cai nestas tentações, sua vitória será passageira. É por isso que precisamos estar atentos às ciladas do inimigo. As bandejas parecem serem boas mas acaba levando a pessoa a uma morte espiritual e até física.. Resistam!!! Não dê ouvido ao diabo.. Esperem em Deus.

Conclusão: Depois de Jesus recusar tudo o que o diabo ofereceu, o diabo bateu em retirada e os anjos do Senhor vieram servi-lo. É provável que Jesus tenha sido tentado outras vezes, mas Ele venceu todas às tentações. Hoje Satanás continua tentando as igrejas e os cristãos.. Então, VIGIAI pois a carne é fraca, mas Deus não nos deixará ser tentados além do que possamos suportar; Ele proverá uma saída. (1 Coríntios 10:13).


sábado, 11 de outubro de 2014

Sua Família tem sido alvo de ataques do inimigo?


Marcos 5.21-24, 35-43.

Estando Jesus com seus discípulos e uma grande multidão à beira mar, apareceu-lhe Jairo, um dos dirigentes da sinagoga que ao saber que Jesus estava naquele lugar, deixou o orgulho de lado e foi   ter com Jesus, prostrando-se aos seus pés e implorando que O mesmo, fosse com ele à sua casa para curar e salvar a sua filha que estava morrendo.

Jairo era um homem religioso, judeu preparado, estudado (visto que era um dirigente, pastor, ou mestre da sinagoga judaica), mas estava com um sério problema em seu lar: a sua filha de apenas 12 anos de idade, estava com uma enfermidade mortal. Dinheiro, posição social, estabilidade, suas crenças, sua religião, sua preparação, ser dirigente (pastor, líder, missionário, mestre), nada disso foi suficiente para mudar a situação de sua filha. Então, Jesus foi até a casa de Jairo, e o que ele encontrou? Uma família desesperada, em alvoroço, chorando, se lamentando em alta voz, triste e infeliz.

Enfermidades como: Orgulho, egoísmo, ressentimentos, ausência de perdão, mágoas, ódios, ciúme, inveja, lembranças do passado, infidelidade, frieza espiritual, mundanismo, brigas constantes, falta de diálogo, prisões emocionais, etc, estão destruindo muitos lares hoje em dia, mas Jesus tem visto a sua situação, e está guerreando em seu favor. Convide Jesus para ir à sua casa agora;  mas não como um visitante, pois visitante visita e vai embora em seguida. Convide Jesus para fazer morada, permanecer em sua casa e ser o centro de sua família. Quando Jesus é o centro de nossa família, Ele cura todas as enfermidades, ressuscita o amor e a comunhão entre os membros da casa e coloca a paz e a alegria no coração familiar. Já não tem alvoroço, já não tem choro e nem pranto. A presença de Jesus traz cura e libertação no lar.

Como está a sua família? Que tipo de enfermidade ela tem enfrentando hoje?
“O diabo veio para matar, roubar e destruir....” (João 10.10), ele não está preocupado com sua vida financeira; se você tem dinheiro ou não, o que ele está preocupado em destruir é sua comunhão com Deus, destruir seu relacionamento com Deus e com sua família, porque se sua família não está bem, você também não vai bem. Se ele destruir sua família e seu ministério, ele destruirá você; então, convide Jesus HOJE para fazer morada em seu lar.  Se você não tem mais tempo para Deus, para seus filhos, sua família e até pra você mesmo; se não há mais diálogo, amor, esperança, fé; se você anda cansado, irritado e desanimado, é sinal que o inimigo se levantou contra sua vida e é preciso ficar atento quanto ao agir do inimigo porque ele é estratégico e usa das mesmas estratégias que usava no passado. 

Houve um casamento em Caná da Galiléia e Jesus foi convidado para este casamento. No meio da festa faltou o vinho e uma grande tristeza e alvoroço se viu naquele lugar. Mas onde Jesus está o milagre acontece! Jesus operou um grande milagre naquele casamento transformando água em vinho e tristeza em alegria. Só Jesus pode transformar a morte em vida. Só Ele pode restaurar o que está morto...

Jairo convidou Jesus para ir à casa dele, e ao chegar lá, Jesus se deparou com um terrível alvoroço naquela casa (v. 38). Jesus dispensou os incrédulos que até riram dele quando falou que a menina  não estava morta, mas dormindo (v 39,40), e a partir daí operou um grande milagre naquele lugar. Ele transformou a morte em vida, a tristeza em alegria, o pranto em sorriso e o alvoroço em uma perfeita paz. Às vezes é necessário dispensar a amizade com os incrédulos porque esses acabam fazendo sua bênção ser retardada.

Se sua família está  passando por um momento de choro, prantos, lágrimas e você não vê nenhuma saída; Nada muda e nada acontece; lembre-se que Jesus restaurou a vida e a alegria da casa de Jairo(v. 42), e também deseja restaurar a sua família, o seu casamento, o seu lar, os seus filhos, o seu esposo, a sua esposa. Tudo o que Jesus fez na casa de Jairo, naquele dia, Ele pode fazer hoje na sua casa. Mas é preciso que você entregue todos os seus problemas nas mãos do Senhor.
Profetize para sua família o que está escrito em Josué 24.15ª : “EU E MINHA CASA SERVIREMOS AO SENHOR”.


segunda-feira, 6 de outubro de 2014

Coloque a sua fé no lugar mais alto


Êxodo 17:8-16

Esta é mais uma das muitas batalhas que Israel enfrentou  durante os 40 anos que andou no deserto após a saída do Egito. As batalhas já faziam parte da história de Israel e aqui em Êxodo 17, nós vemos uma batalha travada entre dois povos: Os amalequitas, povo que não temia a Deus, contra Israel, povo escolhido por Deus para ser abençoado.
A nação de Deus levou uma murmuração contra Moisés: “Por que nos fizeste subir do Egito, para nos matares de sede, a nós, a nossos  filhos e aos nossos rebanhos? Então, clamou Moisés ao Senhor: Que farei a este podo? Só lhe resta apedrejar-me.” (Ex 17.3-4). Mas, o Senhor orientou Moisés a passar à frente do povo, ferir a rocha  e dela sairia a água, porém porque o povo “testou” o Senhor (Está o Senhor no meio de nós ou não? V7)  e por causa da murmuração e da contenda, aquele lugar passou a ser chamado de Massá e Meribá, que está em Refidim (lugar de descanso).

O lugar que era para ser de descanso para os israelitas, havia se tornado um campo de batalha. Ali mesmo em Refidim os Amalequitas tentaram destruir Israel: "Então veio Amaleque, e pelejou contra Israel em Refidim" (Êx 17:8). Moisés por sua vez, reuniu forças e usou a fé;  ordenou a Josué que escolhesse homens para a batalha, esta foi a parte humana, aquilo que você pode fazer, mas em seguida ele subiu ao topo do monte levando consigo o bordão de Deus e a fé no Senhor. Nesta batalha Moisés usaria uma arma diferente das que usamos em nossas batalhas.

"Quando Moisés, levantava suas mãos, Israel prevalecia, quando abaixava as suas mãos Amaleque prevalecia" Êx 17: 11.

Durante todo o combate lá embaixo entre Josué com seus homens contra os amalequitas; enquanto as mãos do Moisés estavam erguidas, Josué com os israelitas prevaleciam, mas quando Moisés abaixava  as mãos, porque realmente cansava; imediatamente os amalequitas prevaleciam sobre os israelitas. Chegou a um ponto que os israelitas chegaram a conclusão que as mãos de Moisés não poderiam abaixar, e isso é o que temos que entender; na caminhada com Deus não podemos parar porque senão começamos a retroceder. Quantas pessoas estavam nesta caminhada, crescendo em Deus, mas de repente abaixaram as mãos e começaram a fracassar. As vezes a pessoa está na igreja, mas ela já parou de lutar, de confiar, já não guerreiam, perderam as forças, as mãos já abaixaram. Moisés estava no monte, mas quando as mãos dele abaixavam, Israel começava a perder a luta, não adiantava Moisés estar no monte, se suas mãos estavam abaixadas. Não adianta você está no monte se suas mãos já estão abaixadas; não adianta você estar no monte, se suas mãos estão cansadas, não adianta você subir no monte, se você não tem um Arão e um Hur para interceder por você. Quando Moisés levantava as mãos Josué e os demais israelitas prevaleciam. Aí eu pergunto:  Os homens que estavam lutando eram os mesmos, os inimigos eram os mesmos; então por que quando Moisés se cansava e abaixava as mãos, lá em baixo os israelitas não prevaleciam? Por que quando Moises abaixava as mãos os amalequitas era quem prevaleciam? Porque mesmo você estando na igreja, mesmo estando no monte, se você parar de lutar, se você deixar de manifestar a sua fé, os seus inimigos começam a ganhar forças e começam a prevalecer.

Há algo que Deus quer nos ensinar aqui neste texto de Êxodo 17: Não baixe à guarda, não abaixe as mãos, coloque a sua fé em alta, exercite a sua fé. Não confia no seu braço, não confie na sua posição social, mas dependa de Deus, confie no Senhor sempre. Erga suas mãos ao alto porque é do alto que vem seu socorro, é do alto que vem as estratégias para você guerrear

Levantar as mãos significa que você crê em Deus e que busca Nele as estratégias para derrotar o inimigo.  Levantar as mãos é louvar a Deus com sua fé, é esperar a providência de Deus. Levantar as mãos é você declarar que não vai desistir de lutar e que confia plenamente no Senhor e em sua fiel providência. Levantar as mãos é declarar a vitória!

Porém, quando você se sente cansado, desanimado, deprimido, com medo,  começa a murmurar  e deixa de confiar; suas mãos  são abaixadas e o inimigo é que vence. Mãos levantadas você prevalece; mãos abaixadas o inimigo prevalece. Mas Deus conhece o seu limite e por isso Ele envia Arão e Hur para te ajudar. Ele levanta pessoas dispostas a pagarem preço de jejum e de oração pelo seu ministério, pela sua vida, pela sua família. É tempo de manter as mãos erguidas em direção ao Senhor! É tempo de levantar sua mão e prevalecer contra o inimigo! Talvez você está enfrentando uma grande batalha em sua vida, está sofrendo perseguições, opressões mas quais são as armas que você está usando nestas batalhas? É tempo de trocar de armas igreja! É tempo de mudar a maneira de lutar. É tempo de levantar as mãos para prevalecer! É tempo de se voltar para o Senhor!

Oração:
Senhor, “Ouve a voz das minhas súplicas, quando a ti clamar, quando levantar as minhas mãos para o teu santo oráculo”. (Salmos 28:2)

E o Senhor te responde:
-“Quero, pois, que os homens orem em todo o lugar, levantando mãos santas, sem ira nem contenda”. (I Timóteo 2:8)


-“ Portanto, tornai a levantar as mãos cansadas, e os joelhos desconjuntados...” (Hebreus 12:12)

terça-feira, 16 de setembro de 2014

Mais que Vencedores


Romanos 8.18-28

Mesmo diante do sofrimento enfrentado  pelo apóstolo Paulo juntamente com a igreja, (8.18-24), ele compreendeu que tudo estava no controle de Deus, era permissão de Deus e confiou na ação divina.
Sabemos que todas as coisas cooperam juntamente para o bem daqueles que amam a Deus, daqueles que são chamados segundo o seu propósito” (Romanos 8:28)
Paulo não faz qualquer exceção a essa promessa. Ele diz "todas as coisas (boas ou ruins) cooperam juntamente para o bem dos que amam a Deus". Servir a Deus não é fácil. Tem vezes que as lutas são tão grandes que achamos que não vamos suportar. Tudo isto pode acontecer na vida do cristão deixando-o triste, amargurado, revoltado, sem esperança, pois, pelo  fato de sermos servos do Senhor, não somos imunes ao sofrimento; não recebemos isenção das dores, das doenças, acidentes, contrariedades, traições, perdas, separações, injustiças, decepções, etc. Mas tudo tem o seu propósito e mesmo que você esteja passando um momento muito difícil, lembre-se que tudo coopera para o BEM dos que amam a Deus. Se você tem uma vida confortável, tem riqueza, saúde e por isso acha que está tudo bem, saiba que não eram estas coisas que Paulo tinha em mente ao referir-se ao “bem”, estas coisas não são o alvo da vida cristã.

A luta, a dor e o sofrimento que Paulo estava passando, contribuía para a formação de  seu caráter e pela sua grande chamada. “Agora, me regozijo nos meus sofrimentos por vós; e preencho o que resta das aflições de Cristo, na minha carne, a favor do seu corpo, que é a igreja” (Cl.1:24).
Muitos homens e mulheres chamados por Deus viveram momentos de ansiedade, angústia, desânimo e aflição. Em alguns casos, a depressão alcançou proporções tão graves, que esses nobres personagens Bíblicos chegaram a desejar a própria morte, e mesmo a pedi-la a Deus.
Moisés disse: "Se assim me tratas, mata-me de uma vez, eu te peço, se tenho achado favor aos teus olhos, e não me deixes ver a minha miséria". (Nm 11.15)
Elias ameaçado por Jezebel, foi ao deserto caminho de um dia, e veio e se assentou debaixo de um zimbro; e pediu para si a morte e disse: basta; toma agora, ó Senhor, a minha alma, pois não sou melhor do que meus pais. (1 Rs 19.4)
Jonas: "Peço-te: pois, ó Senhor, tira-me a vida, porque melhor me é morrer do que viver". (Jn 4.3)
Jeremias desejou nunca ter nascido. Disse ele: "Maldito a dia em que nasci! Por que não me matou Deus no ventre materno? Por que minha mãe não foi minha sepultura? Ou não permaneceu grávida perpetuamente? Por que saí do ventre materno tão somente para ver trabalho e tristeza e para que se consumam de vergonha os meus dias. (Jr 20.14,17,18).
O apóstolo Paulo esteve perto de entregar os pontos: "Porque não queremos, irmãos, que ignoreis a natureza da tribulação que nos sobreveio na Ásia, porquanto foi acima das nossas forças, ao ponto de perdermos a esperança da própria vida". (2 Co 1.8)


Assim é nos dias de hoje, na minha vida e na sua; as perseguições, os levantes, etc, tudo isto vem para te desanimar, porém todas as coisas cooperam juntamente para o bem daqueles que amam a Deus, daqueles que são chamados segundo o seu propósito.

quarta-feira, 27 de agosto de 2014

Tudo que VICIA começa com a letra C



(Luiz Fernando Veríssimo)

Por alguma razão que ainda desconheço, minha mente foi tomada por uma idéia um tanto sinistra: vícios.
Refleti sobre todos os vícios que corrompem a humanidade. Pensei, pensei e, de repente, um insight: tudo que vicia começa com a letra C!
De drogas leves a pesadas, bebidas, comidas ou diversões, percebi que todo vício curiosamente iniciava com .
Inicialmente, lembrei do cigarro que causa mais dependência que muita droga pesada. Cigarro vicia e começa com a letra c. Depois, lembrei das drogas pesadas:cocaína, crack e maconha. Vale lembrar que maconha é apenas o apelido dacannabis sativa que também começa com cê.
Entre as bebidas super populares há a cachaça, a cerveja e o café. Os gaúchos até abrem mão do vício matinal do café mas não deixam de tomar seu chimarrão que também começa com a letra C.
Refletindo sobre este padrão, cheguei à resposta da questão que por anos atormentou minha vida: por que a Coca-Cola vicia e a Pepsi não? Tendo fórmulas e sabores praticamente idênticos, deveria haver alguma explicação para este fenômeno. Naquele dia, meu insight finalmente revelara a resposta. É que a Coca tem dois Cês no nome enquanto a Pepsi não tem nenhum.
Impressionante, hein?
E o computador e o chocolate? Estes dispensam comentários.
Os vícios alimentares conhecemos aos montes, principalmente daqueles alimentos carregados com sal e açúcar. Sal é cloreto de sódio. E o açúcar que vicia é aquele extraído da cana.
Algumas músicas também causam dependência. Recentemente, testemunhei a popularização de uma droga musical chamada "créeeeeeu". Ficou todo o mundo viciadinho, principalmente quando o ritmo atingia a velocidade... cinco.
Nesta altura, você pode estar pensando: sexo vicia e não começa com a letra C. Pois você está redondamente enganado. Sexo não tem esta qualidade porque denota simplesmente a conformação orgânica que permite distinguir o homem da mulher. O que vicia é o "ato sexual", e este é denominado coito.
Pois é. Coincidências ou não, tudo que vicia começa com cê. Mas atenção: nem tudo que começa com vicia. Se fosse assim, estaríamos salvos pois a humanidade seria viciada em Cultura...

Veneno Natural para Acabar com os Ratos


Chega do incômodo de ficar colocando ratoeiras e comprando venenos super tóxicos para tentar acabar com esses bichos que nos dão tantas dores de cabeça, é que segundo algumas pesquisas, o feijão cru foi descoberto como um veneno natural que possui substâncias (como antitripsina, lectina, etc) que inibem o crescimento destes roedores. Essas substâncias ajudam a inibir as proteases, causando a diminuição das atividades das enzimas digestivas. Isso influi nutricionalmente no desenvolvimento dos ratos, depois de terem comido muito eles dormem, e é aí que a anti-tripsina a lectina agem fazendo com que o organismo desses bichos não absorvam o feijão (cru), causando envenenamento natural por fermentação matando-os em até três dias.
Pegue uma xícara de qualquer feijão cru (sem lavar), coloque no multiprocessador ou liquidificador (SEM ÁGUA) e triture até virar uma farofa fina, mas sem deixar virar pó. Se preferir, acrescente um pouco de achocolatado (isso aguça a fome dos ratos).
Onde colocar:
Coloque em montinhos (uma colher de chá) nos cantos do chão, perto das portas, e janelas (sim eles escalam as janelas), atrás da geladeira, atrás do fogão, atrás de tudo!
O que acontece:
DETALHE IMPORTANTE:
Ao contrário dos tradicionais venenos (racumim, por ex) o rato morre e não contamina animais de estimação e por sua vez morrem por terem comido o rato envenenado. E a quantidade de feijão que ele ingeriu e morreu é insuficiente para matar um cão ou gato, mesmo porque estes gostam de MATAR pra comer... mas morto eles não comem. Se tiver crianças pequenas (bebês) ainda em período de engatinhamento, que colocam tudo na boca, não faz mal algum, pois o feijão cru é facilmente digerido no organismo humano.
NÃO TEM CONTRA-INDICAÇÃO E OS RATOS MORREM EM 3 DIAS.


quarta-feira, 13 de agosto de 2014

Como está a sua Família?


Marcos 5.21-24, 35-43.

Lemos neste texto de Marcos, que Jesus estava à beira mar rodeado de uma grande multidão, e lhe apareceu Jairo, um dos dirigentes da sinagoga que ao saber que Jesus estava naquele lugar, deixou o orgulho de lado e foi   ter com Jesus, prostrando-se aos seus pés e implorando que O mesmo, fosse com ele à sua casa para curar e salvar a sua filha que estava morrendo.

Jairo era um homem religioso, judeu preparado, estudado (visto que era um dirigente, pastor, ou mestre da sinagoga judaica), mas estava com um sério problema em seu lar: a sua filha de apenas 12 anos de idade, estava com uma enfermidade mortal.
Jesus ouviu a Jairo e viu como estava o coração daquele homem. Imagino que Jairo havia tentado de tudo, e tudo o que ele tinha: dinheiro, posição, estabilidade, suas crenças, sua religião, sua preparação, ser dirigente (pastor, líder, missionário, mestre), nada disso foi suficiente para mudar o quadro em que se encontrava sua filha de apenas 12 anos de idade. (Lc 8.42). Jesus foi até a casa de Jairo, e lá encontrou uma família desesperada, em alvoroço, chorando e se lamentando em alta voz, triste e infeliz.

Muitos  lares hoje em dia estão sendo destruídos com outros tipos de enfermidades: Orgulho, egoísmo, ressentimentos, ausência de perdão, mágoas, ódios, ciúme, inveja, lembranças do passado, infidelidade, frieza espiritual, mundanismo, brigas constantes, falta de comunicação e diálogo, prisões emocionais, etc
Como está a sua família? Que tipo de enfermidade ela está enfrentando hoje? Como está a vida espiritual, física e emocional de seus filhos, sua esposa, seu esposo? Como anda a sua família?

A Bíblia diz que  “O diabo veio para matar, roubar e destruir....” (João 10.10) O que ele está tentando destruir em sua família? O tempo? Talvez você não tenha mais tempo para Deus, para seus filhos, sua esposa, seu esposo, e até pra você mesmo. Não há diálogo, amor, esperança, fé. Você anda cansado, irritado, é preciso ficar  vigilante porque o inimigo tem estratégias e estas estratégias são as mesmas que ele usava no passado. A meta dele é destruir e matar muitas coisas nos nossos lares, principalmente a nossa paz.


Houve um casamento em Caná da Galiléia e Jesus foi convidado para este casamento. No meio da festa faltou o vinho e uma grande tristeza e alvoroço se viu naquele lugar. Mas onde Jesus está o milagre acontece! Jesus operou um grande milagre naquele casamento transformando água em vinho e tristeza em alegria. Só Jesus pode transformar a morte em vida. Só Ele pode restaurar o que está morto...

Jairo convidou Jesus para ir à casa dele, e ao chegar lá, Jesus se deparou com um terrível alvoroço naquela casa (v. 38). Jesus dispensou os incrédulos que até riram dele quando falou que a menina  não estava morta, mas dormindo (v 39,40), e a partir daí operou um grande milagre naquele lugar. Ele transformou a morte em vida, a tristeza em alegria, o pranto em sorriso e o alvoroço em uma perfeita paz.
Muitas famílias estão passando por momentos de choro, prantos, lágrimas e não vendo nenhuma saída! Nada muda, nada acontece! Mas, assim como Jesus restaurou a vida naquela casa (v. 42), Ele quer restaurar também a sua família, o seu casamento, o seu lar, os seus filhos, o seu esposo, a sua esposa. Tudo o que Jesus fez na casa de Jairo, naquele dia, Ele pode fazer hoje na sua casa. Mas é preciso que você entregue todos os seus problemas nas mãos do Senhor.
Profetize para sua família o que está escrito em Josué 24.15ª : “EU E MINHA CASA SERVIREMOS AO SENHOR”.


quarta-feira, 30 de julho de 2014

Hagar, Uma Escrava Aprovada, Porém Rejeitada e Lançada no Deserto


Minha Família no Altar de Deus
(Gênesis 16.1-15 e 21. 1-20)
Hagar foi um dos presentes que Abraão ganhou quando esteve morando no Egito devido a uma forte seca e fome que estava assolando Canaã.
Deus havia feito uma promessa a Abraão que ele seria pai de multidões (Gn 12.1-4) e Sarai até então estéril e com uma idade avançada, achou que a promessa de Deus na vida de Abraão estava se tornando com o passar dos anos, cada vez mais impossível, resolveu dar uma "ajudinha" a Deus, tomando atitudes e decisões  em seu próprio entendimento.  Sabemos que a vida é feita de escolhas e decisões e as nossas escolhas nos dirão se seremos vitoriosos ou fracassados. Mas o que acontece quando somos  atingidos pelas decisões e escolhas feitas por outras pessoas?
Hagar era egípicia, estava fora de sua gente, de seu país, de sua família; era uma estrangeira, escrava e como escrava ela tinha que obedecer a sua senhora. Ela não podia dizer não a Sarai. A decisão tomada por Sarai para que Abraão deitasse com a escrava Hagar para que esta gerasse um filho para sua senhora, foi obedecida, ela não tinha escolha quanto a isso, só obedecer. Naquele tempo tinha uma lei que quando uma mulher não podia gerar filhos, ela dava sua serva para deitar com seu marido e quando chegava o dia do parto, ela ficava despida ao lado da mulher que ia dar a luz e quando a criança nascia, era colocada em cima da barriga da estéril, então ela recebia a criança legalmente como filho. A exemplo disso, vemos no livro de Rute 4.16-17 que Noemi não tinha filhos, mas quando Rute se casou com Boaz e chegou o dia de ter o seu filho, quando este nascera, Noemi tomou em seu colo e a partir daí passou a cuidar daquela criança como se fosse o seu próprio filho.
Quando Deus nos promete algo, há um tempo determinado para se cumprir esta promessa. Não temos que dar uma "ajudinha" a Deus. Deus não precisa da nossa ajuda. Quando pensamos que estamos ajudando a Deus, na realidade estamos atrapalhando o agir do Senhor. O que precisamos fazer diante das promessas divinas, é confiar e descansar no Senhor. Deixe Deus ser Deus.
Quando Hagar engravidou de Abraão, a escrava teve de início uma atitude que não agradou a Sarai; ela passou a olhar para Sarai com desprezo. Sarai levou isso ao conhecimento de Abraão e esse deu-lhe carta branca para agir. ele lhe disse: "Faça com ela o que achar melhor" (v6). A Bíblia conta que Sarai maltratou Hagar. Hagar sofreu tanta humilhação, pressão e afrontas que não suportando mais aquela situação resolveu fugir para o deserto. O deserto é um lugar  árido, seco, sem água, sem nuvens, sem chuva, sem folhas, sem flores, sem flora, sem fauna, raros arbustos. Estar no deserto é estar no centro do nada; de dia é um calor intenso e à noite o frio é de doer. Imagine Hagar grávida e sozinha naquele lugar! Ela corria risco de vida, estava exposta aos perigos do deserto; sem ninguém ao seu lado. Ela estava ali, sofrendo por causa de uma escolha feita por outra pessoa. Mas o Anjo do Senhor a encontrou (v7). Se o Anjo do Senhor a encontrou, é porque Ele a estava procurando..
Talvez você esteja se sentindo assim como Hagar: sozinho, angustiado, desamparado, desesperado, ferido, sem direito a nada e com uma vontade muito grande de sumir; saiba que você pode até fugir dos problemas, fugir dos gigantes, fugir de Sarai, fugir das pessoas que tem se levantado contra sua vida, mas você não pode fugir de Deus. O Senhor está te procurando e assim como Ele cuidou de Hagar, vai cuidar de você também. O Senhor está a sua procura. Ele quer te ajudar, Ele quer te socorrer! Ele quer te dizer: "Não temas, porque eu sou contigo; não te assombres, porque eu sou teu Deus; eu te fortaleço, e te ajudo, e te sustento com a destra da minha justiça" .(Isaías 41:10).
O Anjo dá uma ordem a Hagar: “Volta pra sua senhora e humilhe-se!” 
Hagar obedeceu ao Anjo, voltou, pediu perdão a sua senhora e um tempo depois nasce seu filho Ismael. Quatorze anos depois, o Senhor cumpre a promessa na vida de Sara e ela também gera um filho que ao nascer lhe dá o nome de Isaque. (21). Quando Isaque foi desmamado, Sara decidiu que Abraão deveria despedir Hagar e Ismael. Foi uma situação muito dolorosa para Abraão, mas depois de ouvir o Senhor falar com ele fazendo uma promessa para Ismael, Abraão mesmo amando Ismael despede-o juntamente com sua mãe Hagar.
Abraão dá a Hagar pães e um odre com água, suprimentos que não demoraria muito para acabar. O que seria depois? Como Hagar ia conseguir viver com o menino naquele deserto? Certamente morreriam. Hagar foi para o deserto com seu filho. Quando as provisões acabaram, Hagar colocou seu filho debaixo de uma árvore, afastou-se dele, porque não queria ver seu filho morrer de fome e sede, e distante dele começou a chorar.  Ismael também chorou, e Deus ouviu o choro do menino (21.17).
Quando tudo parece estar perdido, Deus tem uma solução. Ele está no controle de toda e qualquer situação. Não importa o lugar que você está clamando, não importa o lugar de onde você está chorando, em casa, na rua, no trabalho, no deserto; Deus te ouve e vem em teu socorro. Deus ouviu o choro do menino e o anjo de Deus, DO CÉU, chamou HaGHagar
 Hagar e lhe disse: “O que a aflige, Hagar? Não tenha medo; Deus ouviu o menino chorar, LÁ ONDE VOCÊ O DEIXOU. Ismael era a família de Hagar e a nossa família não deve ser deixada em baixo de nenhuma árvore. Não podemos desistir de nossa família. Não desista do seu filho que está fora dos caminhos do Senhor e que talvez esteja nas drogas! Não desista do seu esposo que talvez esteja na bebida! Não despreze seu filho, sua filha, seu esposo, sua esposa. Lute, persevere e tenha em mente que o único lugar que você deve colocar sua família, é NO ALTAR DE DEUS... MINHA FAMÍLIA NO ALTAR DE DEUS!.
 “Ergue-te, levanta o menino e pega-lhe pela mão, porque dele farei uma grande nação. E abriu-lhe Deus os olhos, e viu um poço de água; e foi encher o odre de água, e deu de beber ao menino. E era Deus com o menino, que cresceu; e habitou no deserto, e foi flecheiro. E habitou no deserto de Parã; e sua mãe tomou-lhe mulher da terra do Egito”. (Gênesis 21:18-21)
Hagar não estava vendo que havia uma fonte ali perto. A Palavra não diz que Deus abriu uma fonte, ela diz que Deus abriu os olhos de Hagar. A escolha de Sara mudou a vida e a história de Hagar para sempre! Ismael é o pai da grande nação do povo árabe, um povo guerreiro, forte, lutador. Deus cumpriu a sua grande promessa na vida da escrava e do seu filho Ismael


quarta-feira, 23 de julho de 2014

Marta e Maria. Duas Mulheres de Atitudes Diferentes!




Texto Base: Lucas 10.38-42

Betânia era um povoado perto de Jerusalém e Jesus sempre que ia a Betânia se hospedava na casa de seus amigos Lázaro, Marta e Maria. Ao chegar, Ele foi recebido pelas duas irmãs de Lazaro: Marta e Maria.
A palavra de Deus se renova a cada dia, e trazendo esta palavra para hoje, Jesus está visitando a sua casa  nesta hora. O seu coração é o lugar onde Jesus quer se hospedar. Ele quer te ensinar; você tem tempo para ouvi-Lo ou você está muito atarefado, com muitos afazeres de coisas que você julga mais importante e não pode dar atenção a Jesus nesta hora? Você é a “casa” de Deus, Ele quer entrar e quer ser ouvido.
“Não sabeis vós que sois o templo de Deus e que o Espírito de Deus habita em vós?” (1Co 3.16)

*Nós somos templo de Deus: “...vós que sois o templo de Deus...”
*Deus fez de nós o lugar de Sua habitação espiritual: “...o Espírito de Deus habita em vós”.

As Escrituras fala que Deus não mora em casa feita pela mão do homem: “O Deus que fez o mundo e tudo o que nele há, sendo Senhor do céu e  da terra, não habita em templos feitos por mãos de homens.” (Atos 17.24) Mas Deus escolheu habitar em nós. Por isso, Deus tem nos observado e Ele quer nos ensinar.

Jesus entrou na casa de seus amigos e logo foi recebido por Marta. Imagino que Ele entrou, assentou-se  e começou a observar o comportamento das duas mulheres. Maria se rendeu aos seus pés para ouvir os seus ensinamentos, porém Marta estava preocupada, ocupada com muitos afazeres domésticos, distraída e queixosa com a situação: “Senhor, não te importas que minha irmã tenha me deixado sozinha com o serviço? Dize-lhe que me ajude!” (v40) Mas, o Senhor fez uma repreensão a Marta: “Marta! Marta!Você está preocupada e inquieta com muitas coisas; todavia apenas uma é necessária. Maria escolheu a boa parte e esta não lhe será tirada.” Não havia mal nenhum no que Marta estava fazendo; ao contrário, ela só queria agradar e servir bem a Jesus lhe preparando uma boa refeição, arrumando uma linda mesa  e fazendo outros serviços da casa, mas o excesso de trabalho estava lhe tirando a oportunidade de se derramar aos pés do Senhor e aprender com Ele.  

Precisamos estar atentos se também nós que fazemos a obra de Deus não estamos muito atarefados com muitas outras coisas até mesmo dentro do ministério, ocasionando em um fardo pesado que nos tira do foco da verdadeira adoração, do momento de ouvir a palavra e ficando distante do verdadeiro propósito do Senhor para nossas vidas.
Talvez você foi chamado por Deus para ser um levita, um evangelista, um pregador da palavra, mas você não está cumprindo o seu chamado porque você está muito ocupado com outras tarefas.  Você faz parte do Corpo de Cristo e no Corpo de Cristo há trabalhos para todos sem precisar sobrecarregar ninguém.

Jesus observou em Marta que ela estava inquieta com tantas coisas por isso Ele a repreendeu não por causa de seu nobre trabalho, mas por causa do EXCESSO de trabalho. Isso acontece dentro dos ministérios; o obreiro recebe tantas tarefas para executar que acaba se sobrecarregando de serviços impedindo-o de prestar atenção ao culto, não tem nem tempo de se dedicar ao louvor e a ouvir a Palavra de Deus. Creia; ISSO NÃO AGRADA A DEUS!
“Mas o Senhor está no seu santo templo. Cale-se diante dele toda a terra!” (Habacuque 2.20).
Cale-se toda a terra, pare tudo o que está fazendo, seja reverente na hora da palavra e nos cultos;  faça igual a Maria: dedique um tempo ao Senhor. Marta é como muitos dentro da igreja. Na hora do culto estão alheios, batendo papo, tudo tira a atenção do crente. Como você tem sido: Igual a Marta ou igual a Maria? Dentro de você existem essas duas mulheres, mas qual das duas você tem alimentado na hora de ouvir a palavra de Deus? Maria escolheu ouvir Jesus, Marta escolheu servir a mesa. Jesus repreendeu a atitude de Marta, pois Ele estava “passando” por ali; Ele não ia ficar ali para sempre e o que Maria aprendeu de Jesus isso ninguém lhe tiraria. O que você está aprendendo com Jesus, com a Palavra de Deus, ninguém pode lhe tirar isto.

Tempo depois, seis dias antes da Páscoa, Jesus retorna a Betânia, e mais uma vez vemos Marta com a mesma atitude anterior: 
“Foi, pois, Jesus seis dias antes da páscoa a Betânia, onde estava Lázaro, o que morrera, e a quem ressuscitara dentre os mortos. Fizeram-lhe, pois, ali uma ceia, e Marta servia, e Lázaro era um dos que estavam à mesa com ele. Então Maria, tomando um frasco de ungüento de nardo puro, de muito preço, ungiu os pés de Jesus, e enxugou-lhe os pés com os seus cabelos; e encheu-se a casa do cheiro do unguento”. (João 12:1-3).

 CONCLUSÃO: Jesus é tudo o que precisamos. Não deixe que as coisas deste mundo ou os excessos dos afazeres venham roubar momentos que você precisa ter com Jesus. Você pode até ter a atitude de Marta, mas não deixe de também ter a atitude de Maria quando o momento for de ouvir o Senhor. Amém

Deus te abençoe.

sábado, 19 de julho de 2014

EXTRATO DE ALHO PARA CURA DE DIVERSAS DOENÇAS


O alho é bom para a saúde e ajuda no tratamento de muitas doenças. Esta receita é uma espécie de extrato de alho e que segundo a receita ele limpa as gorduras do organismo, melhora o metabolismo e ajudam na circulação do sangue. Esta relação de doenças que promete cura ou melhora com o tratamento a base de alho: Arteriosclerose, isquemia, sinusite, hipertensão, enfermidades bronco pulmonares, formigamento nas mãos, artrite, artrose, reumatismo, gastrite, dor de cabeça, úlcera no estômago, hemorroida e ainda absorve tumores internos ou externos, distúrbios dos ouvidos e da visão.
A receita: 900 ml de conhaque ou rum e 300 gramas de alho.
Tritura o alho em um liquidificador ou pica bem fininho com uma faca. Coloca o alho e a bebida dentro de um litro, fecha bem com uma rolha e deixa na geladeira por 10 dias. Depois filtra tudo e deixa na geladeira o líquido no mesmo litro que foi usado por mais 2 dias.
Como tomar: em gotas misturado com um pouco de água ou leite e sempre antes das refeições, no café da manhã, almoço e jantar, conforme a tabela:

Continua tomando 25 gotas 3 vezes ao dias durante mais 40 dias. Quem faz este tratamento só pode fazer de novo depois de 5 anos.


quarta-feira, 16 de julho de 2014

Deus Manda Samuel Ungir a Davi como Rei de Israel


1 Samuel 16.1-13

Devemos ter o cuidado de parar de nos entristecermos com coisas que o Senhor já rejeitou. O Senhor disse a Samuel: “Até quando você irá entristecer por causa de Saul? Eu o rejeitei como rei de Israel” (1 Sm 16.1a).  

Senhor, mas se Saul souber disso vai me matar.
Às vezes Deus nos dá uma ordem e ficamos com medo de executá-la, mas quando dispomos a obedecer o Senhor Ele vai nos dando a direção que nos levará à vitória.
Saul foi o primeiro rei de Israel e foi o próprio Samuel quem o consagrou; mas Saul fez tudo diferente de como o Senhor havia ordenado, ele executava sua própria vontade e desprezava a vontade do Senhor, então Deus mandou que Samuel fosse à casa de Jessé, em Belém, e ungisse um novo rei para Israel.
Samuel obedeceu ao Senhor, mas quando chegou a Belém enfrentou outro problema; as autoridades foram ao seu encontro tremendo de medo e perguntaram: “Vens em paz?”
-É claro que venho em paz. Vim sacrificar ao Senhor, venham comigo e sacrifiquem junto, e ali ele consagrou Jessé e os filhos dele.

Jessé reuniu quase todos os filhos para que o profeta indicasse qual deles seria o escolhido. Olhando para Eliabe o profeta pensou: Com certeza é este. Este é o grande mal no mundo; julgar as pessoas por sua aparência, seu nível educacional e suas posses materiais. O profeta julgou igual às autoridades. As autoridades olharam para o profeta e pensaram o pior, e o profeta olhou para Eliabe e julgou pela aparência. Os irmãos de Davi; Eliabe, Samá e Abinadabe, eram fortes, bonitos e faziam parte do exército do rei Saul.  Mas não eram os escolhidos porque Deus não olha para a aparência, Ele olha para o coração, e nós por mais que sejamos entendido em algum assunto, não conseguiremos jamais ver o que se passa dentro do coração de uma pessoa, somente Deus. Com toda a beleza e formosura que havia em Eliabe, Samá e Abinadabe, eles seriam talvez pior do que Saul tanto que o Senhor falou: Não considerem sua altura e sua aparência, pois esses eu rejeitei também. Então você não pode tirar conclusão por meio do olho e sim pela direção de Deus.

O Senhor, contudo, disse a Samuel: "Não considere sua aparência nem sua altura, pois eu o rejeitei. O Senhor não vê como o homem: o homem vê a aparência, mas o Senhor vê o coração".  (1 Samuel 16:7)
Jessé tinha oito filhos, mas só apresentou sete, inclusive ele e os sete filhos receberam consagração do sacerdote, mas Davi ficou de fora (v5). Mas vamos analisar; será que Deus havia se enganado? Se Samuel encontrou apenas sete filhos na casa de Jessé então onde estaria a pessoa que Deus mandara ungir como rei? Samuel perguntou a Jessé: “Estes são todos os filhos que você tem?” Jessé respondeu: “Ainda tenho o caçula MAS ele está cuidando das ovelhas”. Davi era o mais novo e menor dos filhos de Jessé e estava no campo cuidando das ovelhas de seu pai, razão pela qual ele foi esquecido, desprezado e menosprezado  até pelo próprio pai. Samuel disse: “Traga-o aqui; não nos sentaremos para comer enquanto ele não chegar”. (v11)

Embora Davi tenha sido desprezado por todos, ele era amado por Deus. Ele era o escolhido de Deus. Quando Davi chegou Deus disse: “É ESTE! Levante-se e unja-o”. Samuel pegou o chifre cheio de óleo e o ungiu na presença de seus irmãos, e, a partir daquele dia, o Espírito do Senhor apoderou-se de Davi. E Samuel voltou para Ramá. (v13)

Conclusão: Mesmo que o mundo, os  amigos e até mesmo a nossa família nos despreze, somos amados por Deus e Ele nos aceita com base no seu amor e não na nossa condição. Ele nos vê com base no seu plano para nós e não com base no que somos. Em nenhum momento Jessé e seus sete filhos pensaram que Davi poderia ser o rei de Israel, mas quem poderá mudar os planos do Senhor? Davi  recebeu a unção que o fez se destacar entre seus irmãos. Por mais fortes que pareciam ser, nenhum dos irmãos de Davi conseguiu enfrentar o gigante Golias.


terça-feira, 15 de julho de 2014

Recuperando a Dracma Que Estava Perdida


Ou qual a mulher que, tendo dez dracmas, se perder uma dracma, não acende a candeia, e varre a casa, e busca com diligência até a achar? E achando-a, convoca as amigas e vizinhas, dizendo: Alegrai-vos comigo, porque já achei a dracma perdida. (Lucas 15.8-9)

Só para lembrar, são três parábolas que Jesus conta neste capítulo do Evangelho de Lucas: A parábola da ovelha perdida, A Parábola da dracma (moeda) perdida e a Parábola do Filho Pródigo. Em cada uma destas parábolas, Jesus fala de algo que se perde e que é reencontrado.

Ø  Na Parábola da  Ovelha perdida (Lc 15.3-7) – Vemos que Deus não desiste dos que dele se afastam. Ele sempre vai em busca do que está perdido.
Ø  Na parábola da Dracma Perdida (Lc 15.8-10) - A dracma embora fosse uma moeda de prata de pequeno valor comercial, era de um grande valor espiritual. Isso mostra que Deus não faz acepção de pessoas; do menor ao maior, pobre ou rico, preto ou branco; todos são objetos do amor de Deus e Ele não desiste de nenhum dos que estão perdidos.
Ø  Na parábola do Filho Pródigo (Lc 15.11-32) - (Pródigo=esbanjador de oportunidades). Deus é Deus de oportunidades. Todos os dias Ele nos dá uma nova oportunidade para nos consertamos, arrependermos e voltarmos para Ele. Deus se alegra com a volta dos filhos que dele se afastam e quando eles voltam, Deus faz uma festa.
Trazendo para nossos dias, tanto a mulher quanto o homem estão sujeitos a perderem valores materiais, espirituais e sentimentais. Na  segunda parábola, a mulher perde uma dracma.  A dracma era uma moeda de prata usada na Grécia cujo valor  era pequeno. A dracma perdida desta parábola tinha um valor espiritual e representava uma aliança. A mulher comprometida usava na testa um colar formado por dez moedas de prata e perder  uma destas moedas significava colocar em risco a sua fidelidade ao compromisso firmado. Jesus usou a figura da drácma para nos ensinar que não devemos nos conformar com perdas de nenhum valor mesmo que seja pequena.
Na parábola Jesus falou de uma perda que aconteceu dentro de casa e isso nos chama à atenção para diversas situações reais. Há valores preciosos que nós como família, devemos ter o zelo de guardá-los. Esses valores são: o respeito, o carinho, o amor, a paciência, a compreensão, a dedicação, o serviço, a harmonia, a paz, a doação de si mesmo, o diálogo, o perdão para com o outro e etc. Mas além desses valores, há também os valores espirituais tais como: a oração, a santidade,  o amor ao próximo, a leitura da palavra, o louvor e gratidão a Deus, o jejum, o tempo para Deus, etc. A questão é; qual desses valores, estão perdidos em sua vida?
Vamos pegar como lição as atitudes que a mulher que perdeu a dracma teve:
1. Acendeu a candeia.  As casas desta época não tinham muitas janelas, por isso o ambiente era escuro. A atitude de alguém que vai procurar alguma coisa perdida, é primeiro iluminar o ambiente para enxergar melhor. Jesus disse: “Eu sou a luz do mundo; quem me segue não andará em trevas, mas terá a luz da vida". (João 8.12). Onde existe a Luz de Deus a sujeira é revelada. Acender a luz é trazer Jesus para dentro de nossa casa e começar uma busca diligente e minuciosa até as sujeiras que estão escondidas começarem a aparecer.
2- Varreu a casa - O ato de varrer significa tirar a sujeira . A mulher teve coragem de mexer e remover do lugar muita coisa fazendo assim uma verdadeira faxina dentro de casa. Para buscarmos o que se perdeu, precisamos ter coragem de mexer  nos entulhos que estão guardados dentro de nossa mente e dentro de nosso coração. Às vezes é necessário voltar atrás, ir lá no passado para remover  estes entulhos:  "Tenho, porém, contra ti que deixaste o teu primeiro amor. Lembra-te, pois, de onde caíste, e arrepende-te, e pratica as primeiras obras;..". (Apocalipse 2:4-5)
O desejo do Senhor é que tiremos da nossa vida tudo que não O agrada e isso só é possível se nos voltarmos aos princípios da Palavra.
 3. Procurou diligentemente, até encontrar. - Seja perseverante. Vasculhe cada canto da casa, remova tudo do lugar, não tenha medo de mexer no que estava guardado, não tenha medo de mexer na ferida que aparentemente estava cicatrizada, mas que quando torna a mexer provoca a dor; o processo às vezes se torna doloroso, porém é preciso remover a casca que abafa a ferida e a faz "parecer cicatrizada" para que venha a cura completa e recupere  a saúde, a paz e a alegria. Não aceite perder seus valores, sua comunhão com Deus. Você tem um grande valor para Deus. Ele não desiste de amar você. Ele mesmo tomou todas as medidas para buscar você.
4. Convidou as amigas e as vizinhas para festejar. - Há festa no céu quando um pecador se arrepende e quando o perdido é encontrado; também há alegria na nossa família quando os tesouros que perdemos dentro da nossa casa são encontrados.
Conclusão: O que nós como igreja devemos nos preocupar é com a essência da Palavra  de Deus, recuperar o amor ao próximo, a comunhão com o Espírito Santo e compartilhar com o próximo o maior tesouro que é Jesus Cristo.




Seja Bem Vindo!

Seja bem vindo!
É um prazer ter você em meu blog. faça o seu comentário, deixe a sua mensagem.