domingo, 3 de maio de 2015

A Parábola das Dez Virgens



Mateus 25.1-13

A parábola das dez virgens representa toda a igreja do Senhor; todos os crentes, todos nós, é você; é toda a igreja, isso significa que na igreja tem dois tipos de crentes: o prudente e o insensato, o vitorioso e o derrotado, o que vence e o que desiste, o que tem compromisso e o que não leva as coisas de Deus a sério. Todos tem lamparinas, mas nem todos tem azeite ou azeite extra. Todas as dez virgens saíram para encontrar-se com o noivo (Cristo). Todas elas levaram suas lamparinas mas somente as prudentes além de levarem as lamparinas, também levaram em separado, vasilhas com óleo (azeite). As insensatas (tolas) levaram as lamparinas, mas esqueceram ou não levaram vasilhas com azeite. Observe que o texto fala: "O Reino dos céus, pois, será semelhante a dez virgens que pegaram suas candeias e saíram para encontrar-se com o noivo". (Mateus 25:1). Saíram com o coração.
Já que todas tinham lâmpadas, por que cinco virgens  foram aceitas no Reino e cinco foram rejeitadas? Porque ter lâmpada não é o bastante para entrar no Reino. A lâmpada representa as boas obras, o azeite simboliza o que está em seu coração. Se o seu coração não estiver puro, não poderá ver a Deus. "Bem-aventurados os limpos de coração, porque verão a Deus".(Mateus 5.8).

O Senhor tem nos dado sempre uma segunda chance. São oportunidades para nos prepararmos e santificarmos para encontrar com o noivo. Todos nós recebemos estas oportunidades a cada dia. A única diferença, é a forma de você aceitar esta oportunidade. Muitos recebem a palavra e procuram se regenerar, se santificar, mudar o comportamento, mudar as atitudes, busca andar da forma que Deus quer, investe na vida espiritual, renuncia o que não agrada a Deus, se entregam nas boas obras; outros não. A metade da igreja busca obedecer ao Senhor, mas a outra metade acha que ainda está cedo; que ainda precisa "explorar as coisas do mundo". Muitos investem em muitas coisas que não edificam, mas não investem na vida espiritual. Não é falta de oportunidades; não é falta da Palavra de Deus, não é. Tem a lamparina (Palavra); tem o azeite (Espírito Santo que está aí falando o tempo todo). Muitos pegam a Palavra e se enchem do azeite, mas não permanecem com o azeite. Como "o noivo demorou a chegar, e todas ficaram com sono e adormeceram".(Mateus 25:5). 
"E isso fazei, conhecendo o tempo, que já é hora de despertardes do sono; porque a nossa salvação está agora mais perto de nós do que quando nos tornamos crentes". (Romanos 13:11)

Todos nós temos oportunidades assim como as dez virgens tiveram, mas cinco investiram em sua vida espiritual, se separaram, tiveram comprometimento, colocaram força em busca da salvação; elas  se prepararam! A prudência delas se caracterizam com isso; elas se precaveram: "E se Ele demorar? Vamos preparar vasilhas e levar azeite a mais para nós além do que já está em nossas lamparinas;  mas as outras cinco não deram valor, foram relaxadas quanto a vinda do Senhor, acharam que o Senhor voltaria logo, mas o Senhor  demorou (v5) e ao voltar encontrou estas outra cinco despreparadas. O Senhor nos alerta nesta hora:
"Portanto, vigiem, porque vocês não sabem o dia nem a hora!".(v13).

Vigiem, permaneçam com seus azeites! Não basta só se encher do Espírito, tem que permanecer cheio Dele. Não façam como as tolas que não vigiaram e deixaram tudo para a última hora. Tem um monte de crente deixando as coisas de Deus pra depois.
A Bíblia diz: "E, por se multiplicar a iniqüidade, o amor de muitos esfriará. Mas quem perseverar até o fim, esse será salvo". (Mateus 24:12,13). Temos que cultivar o Espirito em nós, cultivar o amor, cultivar a fé, cultivar o perdão, cultivar a pureza do coração. Deus não faz acepção de pessoas. Todos tem a lâmpada na mão, todos tem a palavra de Deus, todos tem a oportunidade de colocar o azeite em suas lamparinas, todos podem buscar ser cheios do Espírito; todos nós recebemos através de Jesus o acesso para falar com o Pai, todos nós recebemos a marca do sangue de Jesus! 
As prudentes não dividiram o seu azeite com as tolas, porque salvação é individual: "Cada um dará conta de si mesmo a Deus". (Rm 14:12)
O certo é que as insensatas saíram para comprar o azeite, o noivo chegou, levou as prudentes, a porta se fechou e o banquete começou!

A Porta da Graça ainda está aberta, mas chegará um dia, que esta porta se fechará e muito triste vai ser alguém ouvir o noivo dizer: "A verdade é que não as conheço" (v12).. O noivo está voltando, e como está a sua lamparina? e sua vasilha está com azeite? No céu não vai entrar os insensatos, os loucos, os displicentes, os negligentes, os que não dão ouvidos a voz do Espírito, os despreparados. Ouvem todos os dias que Jesus está voltando, mas não se preparam para recebê-Lo.

"Estejam cingidos os vossos lombos e acesas as vossas candeias;e sede semelhantes a homens que esperam o seu senhor, quando houver de voltar das bodas, para que, quando vier e bater, logo possam abrir-lhe. Bem-aventurados aqueles servos, aos quais o senhor, quando vier, achar vigiando! Em verdade vos digo que se cingirá, e os fará reclinar-se à mesa e, chegando-se, os servirá". (Lucas 12:35-37)


Ainda é tempo de porta aberta. Ainda é tempo de misericórdia. Ainda é tempo de se arrepender e se encher do azeite. Arrependam-se agora porque no tempo do julgamento não há como arrepender-se. Que toda a igreja do Senhor esteja incluída nas cinco virgens sábias e prudentes.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui o seu comentário

Seja Bem Vindo!

Seja bem vindo!
É um prazer ter você em meu blog. faça o seu comentário, deixe a sua mensagem.