sábado, 17 de setembro de 2016

O Clamor de Ana




1 Samuel 1.1-29 / 1 Samuel 2.1-3

Tem pessoas que quando estão no meio de um grande problema elas focam tanto no problema que acham que nada mais de bom vai acontecer na vida, ainda mais quando estão sendo perseguidas, afrontadas e humilhadas vivendo uma grande dor e sofrimento.

Ano após ano, Elcana lutou sozinho por Ana. Antes do versículo 9, a Bíblia não diz que Ana orava, que jejuava, que clamava a Deus ou que lutava espiritualmente.  O inicio do texto de 1 Samuel 1, afirma que a vida de Ana era chorar, se deprimir, viver a base de sentimentos, emocionalmente abatida, não comia, não lutava e já havia aceitado aquela situação. Penina, a sua rival dava um filho todos os anos a Elcana, mas Ana era estéril, pois o Senhor havia lhe fechado a madre.  Numa época onde a honra da mulher era gerar filhos, dar filhos ao seu esposo, Ana se sentia cada vez mais triste, humilhada, cabisbaixa, sua auto estima cada vez mais baixa, porque sua rival a provocava de todas as maneiras e ela se deixava levar sem reagir. Então, aquilo fazia com que Penina crescesse sobre ela. Elcana via o sofrimento de Ana e dizia pra ela: "Ana, eu não sou melhor pra fazer do que 10 filhos? Eu faço tudo o que eu posso! O que mais eu posso fazer? A sociedade rejeitava Ana por causa disso, mas pra Elcana nada disso importava pois ele a amava muito, mesmo sendo ela estéril.
A felicidade de Penina em cima do sofrimento de Ana, fazia com que Ana ficasse abatida cada vez mais, se colocando na condição de vitima, e nisso a Penina  crescia e crescia. Quando a pessoa prioriza o lado emocional, o sentimentalismo e não a fé, os problemas vão se tornando cada vez maiores.

Não era falta de igreja,(eles iam todos os anos ao templo em Siló); não era falta de sacrifícios (Elcana oferecia porção dobrada por Ana), não era falta de adorar e sacrificar. Elcana oferecia porção para Penina e seus filhos, mas para Ana e oferecia porção dobrada do sacrifico, e isso ele fazia todos os anos mas nada mudava. Nada de novo na vida da Ana acontecia, pois o que Deus tinha para Ana era algo diferente, especial. O Senhor queria fazer o milagre na vida da Ana através da atitude dela, de um posicionamento dela e não através de Elcana.

Tem pessoas que param a própria vida por casa de um problema. Para elas, se aquilo não der certo a vida acabou, estagnou, mas toda a mudança tem que partir de nós. A nossa vitória só vai acontecer a partir do momento que exercitamos a nossa fé. Só a partir do momento que vamos à Deus com a fé que Deus espera de nós, é que as coisas começam a ter resultados, os problemas vão sendo resolvidos e ficamos mais fortes espiritualmente. A Ana tinha uma fé, mas não movia a mão de Deus. Ana ia com Elcana todos os anos a Siló,  mas não se via nenhuma atitude de fé da parte de Ana. Ana não lutava pelo que queria.

Tem pessoas que não lutam, não tem atitude de fé, vivem uma religião que não muda nada, não há transformação, não vivem milagres, porque não tem fé suficiente para mover a mão de Deus. A mulher do fluxo de sangue moveu a Deus quando ela tocou em Suas vestes com um toque de fé. Era uma grande multidão tocando em Jesus, mas foi somente o toque da mulher que há 12 anos sofria de uma hemorragia, que fez Jesus parar no meio da multidão para perguntar: "Quem me tocou? Pois de mim saiu poder"..  Aleluia! Quando eu assumir uma postura diante de Deus, as coisas vão ter que acontecer.

Mas um dia, dentro do coração de Ana, algo estava prestes a acontecer. Talvez ela tenha pensado: CHEGA! A partir deste ano eu vou tomar uma atitude diferente, não vou me preocupar com o que os outros vão falar, não vou ligar para as críticas, não vou me aborrecer com as humilhações que Penina me faz passar; eu vou viver uma nova historia com Deus. Cansei de ser humilhada, cansei de chorar. Chorei por anos e anos e minhas lágrimas não moveram a Deus.  Não vou mais me escorar em Elcana, eu mesma vou falar com Deus. Ela não tinha nem forças pra falar, mas ela gemeu: Lembra de mim Senhor e se me deres um filho eu vou dá-lo ao Senhor... Um filho era o que Ana mais queria, pois não tinha nenhum e este era o motivo do seu sofrimento. Mas foi o filho que ela ofereceu a Deus... E ali, fez um voto de nazireu. Não passar nenhuma navalha na cabeça do filho.
Ana resolveu lembrar das maravilhas que Deus fez, vou me lembrar do poder de Deus e das maravilhas que Ele fez e que ainda faz. Eu vou me prostrar diante do Senhor, me derramar, clamar, vou fazer um voto o primeiro filho vou dedicar ao Senhor, ele vai viver no templo.

Ela orou silenciosamente rasgando o coração para Deus, ao ponto do sacerdote Eli a ter por embriagada. Mas Ana não se preocupou com os comentários, com os olhares, ela teve coragem para mudar, exercitou uma fé viva no Senhor e isso agradou a Deus que no mesmo dia abriu a madre de Ana, Ana voltou para casa, coabitou com Elcana e um ano depois ela já estava com um filho nos braços. O milagre. Samuel.

A oração que Ana fez no capitulo 2, é uma oração de uma mulher forte, mudada, que deixou de viver na emoção e passou a viver na fé. Ana arriscou em Deus e você, está disposto a arriscar em Deus? Você está disposto a adorar e a sacrificar ao Senhor confiadamente?
O Senhor abençoou a Ana à partir do momento que ela mudou a sua fé. Deixou a religiosidade de lado e passou a buscar a Deus de coração e com uma fé viva, a fé que agrada a Deus.
Deus espera uma atitude de sua parte, para lhe dar o milagre que tanto você espera. Clame ao Senhor porque Ele é o mesmo ontem, hoje e sempre.

A ORAÇÃO DE ANA

Então orou Ana, e disse: O meu coração exulta no SENHOR, o meu poder está exaltado no SENHOR; a minha boca se dilatou sobre os meus inimigos, porquanto me alegro na tua salvação. Não há santo como o Senhor; porque não há outro fora de ti; e rocha nenhuma há como o nosso Deus.
1 Samuel 2:1,2

A vida de Ana mudou completamente e ela pode viver as bênçãos do Senhor. Aqui no capítulo 2 de 1 Samuel, ela não parece com a mesma pessoa do inicio do capitulo 1; uma mulher deprimida, melancólica que só sabia chorar. O problema de Ana não era falta de um filho, era falta de Deus, pois como vemos aqui no verso 2, ela diz: “O meu coração exulta no SENHOR” (e não no filho); e, “o meu poder está exaltado no SENHOR” (e não em Elcana).
Ana não foi abandonada. O Senhor a abençoou com mais cinco filhos. 
O Senhor foi bondoso com Ana; ela engravidou e deu à luz três filhos e duas filhas. Enquanto isso, o menino Samuel crescia na presença do Senhor”. (1 Samuel 2:21)

Mude a sua fé e você verá novos resultados.
Fica na paz.

2 comentários:

  1. Uma benção seu blog, que Deus continue te usando!
    A paz!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que você gostou, Nádylla
      Que Deus te abençoe.
      Fique na paz

      Excluir

Deixe aqui o seu comentário

Seja Bem Vindo!

Seja bem vindo!
É um prazer ter você em meu blog. faça o seu comentário, deixe a sua mensagem.