segunda-feira, 26 de novembro de 2012

Por Esta Causa me Ponho de Joelhos




Texto Base:  Efésios 3.13-21 

Éfeso era um grande centro comercial da Ásia Menor (atual Turquia). Ali transitava uma grande quantidade de pessoas, pois a cidade possuía um belo porto natural.
Nesta época o apóstolo Paulo, apóstolo da Igreja de Cristo encontrava-se preso em Roma. Não faltavam aqueles que caluniavam o apóstolo, alegando que o grande líder dos cristãos era um criminoso, merecedor de reclusão ao presídio. Paulo inicia sua exortação mostrando seu sofrimento de prisioneiro: "Portanto, vos peço que não desfaleçais nas minhas tribulações por vós, pois nisso está a vossa glória." O apóstolo informa aos irmãos que ele não está sofrendo por sua própria causa, mas por causa dos cristãos. Por causa da pregação do evangelho de Cristo, pela obra do Senhor, mas ele afirma que o  seu sofrer não deveria ser motivo para entristecer os cristãos, mas motivo para gloriar-se. 

Paulo estava orando por uma causa, mas que causa era esta? A causa do Evangelho, o Evangelho transformador de Cristo Jesus, o Evangelho que transforma vidas. Paulo orava por esta causa, para que o Evangelho continuasse em sua expansão, para que os irmãos se convertessem ao Senhor e fossem ungidos por Ele,  protegidos por Ele, fortalecidos por Ele, e proclamassem o Evangelho com ousadia a todos os gentios. O apóstolo não media esforços  para ver esta causa realizada.. Esta era e é a vontade do Senhor. “Orai uns pelos outros” (Tiago 5, 16). Esta preocupação cada pastor deve ter por sua igreja, fazer seus membros crescerem na fé, no amor a Deus e ao próximo, levá-los a viver uma vida agradável a Deus.
Sem reclamar, sem murmurar e sem pensar em desistir, Paulo suportou todos os incômodos da prisão, pois ele só pensava no crescimento da igreja de Cristo; mesmo estando preso, escrevia cartas que inspiravam ânimo e sempre orava em favor dos cristãos. Mesmo preso, humilhado e caluniado, ele encontrava meios para servir a igreja de Cristo Jesus. E foi assim, em meio a tanta perseguição que Paulo disse em sua oração: "Por esta causa, me ponho de joelhos diante do Pai, de quem toma o nome toda família, tanto no céu como sobre a terra." Paulo faz a sua oração na certeza de que Deus tem além de uma família de Santos no céu, Ele também tem uma família de santificados pelo sangue de Jesus aqui na terra, e zela por ela, e por amor a esta família aqui na terra que Deus dispensará todo auxílio necessário para conduzir esta família à glória eterna. 

Todos nós oramos por aquilo que nos preocupa, por aquilo que nós desejamos. Qual é a causa da sua oração? Você crê que esta causa já se encontra nas mãos do Senhor?

O profeta Jeremias escreveu: "Bem-aventurado é o homem que confia no Senhor... Ele será como uma árvore plantada junto às águas, que estende suas raízes junto ao ribeiro. Ela não teme quando vem o calor, suas folhas permanecem sempre verdes. Ela não tem preocupações em um ano de seca e nunca deixa de dar frutos. Jeremias 17:7-8

O que o profeta está afirmando é que uma planta saudável precisa de raízes profundas que possam suportar o que acontece acima do solo; e nós precisamos ser raízes aprofundadas na Rocha que é o Senhor Jesus, junto às águas que é o Espírito Santo e só assim podermos resistir às tempestades, e provações. Precisamos estar firmes na pessoa de Cristo.
A causa do apóstolo Paulo era a igreja do Senhor e o fortalecimento espiritual dos irmãos em Cristo.
Era exatamente isto que Paulo pedia em suas orações, conforme ele mesmo diz: "para que, segundo a riqueza da sua glória, vos conceda que sejais fortalecidos com poder, mediante o seu Espírito no homem interior;". A preocupação de Paulo em sua oração era o crescimento espiritual dos cristãos. Ele orou pedindo a Deus que concedesse aos éfesos a força interior gerada pelos recursos ilimitados do Senhor. Através do Espírito que o Pai do céu havia dado aos cristãos. Paulo lutou por uma igreja forte, uma igreja que suportaria as tribulações, e que na hora das aflições ela elevasse os olhos para os céus e dissesse: “Elevo os meus olhos para o alto, de onde me virá o socorro? O meu socorro vem do senhor que fez o céu e a terra”. (Salmos 121.1-2).
O anseio do apóstolo Paulo era para que cada cristão conhecesse a imensidão do amor de Deus; a sua largura, comprimento, altura e profundidade, (v18) e também tivessem conhecimento  do amor de Cristo que excede todo conhecimento, (v19); um amor que ultrapassa todo entendimento; e fossem cheios da plenitude de Deus.
O profeta Isaias também afirmou: “Mas os que esperam no Senhor renovarão as suas forças e subirão com asas como águias; correrão e não se cansarão; caminharão e não se fatigarão”.  Isaías 40.31
Como cristãos, precisamos também das asas espirituais que nos levará a voar acima das tempestades, para irmos pregar o Evangelho e para subirmos até a Deus em oração. Esperar no Senhor é confiar nossa vida plenamente às suas mãos. Significa depender dEle como nossa fonte de ajuda e de graça, em tempo de necessidade. 

Conclusão: Apresente sua causa à Deus em súplicas e oração, confie plenamente que somente Ele pode todas as coisas e tem o controle de tudo em Suas mãos. Você que é um cristão, ore também pelos perdidos, pelo seu próximo, pelo  crescimento espiritual de sua igreja, pela evangelização e pela glorificação do nome de Cristo  Amém?

2 comentários:

  1. peço oração pelo meu tio Adair Pinheiro ele esta no hospital da luz em santo amaro são paulo entre a vida e a morte os rins dele não funciona direito e os médicos não dão muita esperança orem pra Deus dar uma segunda oportunidade por favor em nome de Jesus

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Cristiano, como está o seu tio? Somente hoje eu pude ler a sua mensagem, pois estava sem net devido mudança de endereço, mas orei e coloquei nas mãos de Deus. Só nos resta confiar no Senhor e esperar o milagre. Amém?
      Deus está no controle de tudo..... um abraço.

      Excluir

Deixe aqui o seu comentário

Seja Bem Vindo!

Seja bem vindo!
É um prazer ter você em meu blog. faça o seu comentário, deixe a sua mensagem.